Desapegar jamais!
Quinta, 02 de Abril de 2015

Desapegar de algo é difícil. Desgrudar na verdade. Todos nós nos apegamos a coisas, lugares, pessoas, amores. Hábitos que não conseguimos largar. As delícias da mesa. Malditas delícias que brigamos eternamente. Aquele carro que precisamos vender. Nossa! Ao carro nos apegamos bastante. Aquela cueca que adoramos. Nossa camisa preferida, que já está puída, mas gostamos tanto de usar.

Nossa! Tantas coisas. Mas tenho que confessar uma coisa para vocês. Está difícil desapegar de minha rotina em Frederico. Tenho um apego impressionante por nossa cidade. Perdoe minha cidade Natal que é Rio Grande. Perdoe-me Gravataí, onde passei minha infância e ainda onde residem meus pais e irmãos. Perdoe-me Palmeira das Missões onde trabalho e fiz grandes amigos. Terei uma relação eterna com Palmeira, onde pra mim não é apenas a Terra da Canção Nativa (Carijo), mas também é a Terra do nascimento das minhas filhas.

Perdoe-me Nova York, Roma, Paris. Perdoe-me Porto Alegre, cidade que amo tanto. Perdoe-me todos os lugares do mundo. Mas nada me apega tanto, quanto esta cidade maravilhosa que não é o Rio de Janeiro, mas Frederico Westphalen. 

Cidade que amo. Cidade que me acolheu. Cidade que me fascina. Cidade que não posso olhar para trás, quando ingressamos na BR-386, pois a saudade exala brutalmente. Sinto falta de poder estar presente a cada segundo, a cada minuto. Sempre defendi que a Brigada Militar tem que estar junto á comunidade. Sempre. Na rádio, na rua, nos jornais. Nos momentos bons e ruins. Sinto saudades. Mesmo trabalhando tão perto. Mesmo residindo em Frederico.

Só que serei testado nos próximos dias. Recebi o convite para trabalhar na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. Puxa. Que honra. Para minha carreira maravilhoso. Novos desafios. Novos aprendizados que com certeza serão importantes para mim. Mas!!! Mas!!! Mas!!! Desapegar não será fácil. Só de pensar me sinto mal. Adoro aqui. Sinto orgulho desta cidade. Sou cidadão Frederiquense. 

Não sei quanto tempo ficarei longe. Mas desapegar nunca. Jamais. Aqui é o meu chão. Aqui servi por quase 20 anos. Minha família fica. Não desapego. Resistirei sempre. Pois esta região aos poucos está mostrando o seu potencial. Seja no esporte, seja na beleza, seja nos empreendimentos. 

Desapegar jamais. Quero aqui aproveitar e desejar uma abençoada e Feliz Páscoa a todos.

Até semana que vem!

Comentários