Líder ou chefe?
Sexta, 10 de Abril de 2015

Nesta semana vou me utilizar de um artigo escrito por Roberto Shinyashiki, o qual discorre sobre o que é ser líder e ser chefe. Ele inicia discorrendo que: “Ouvimos a toda hora e também lemos em jornais, revistas, livros especializados sobre ser líder, sobre liderança. Mas, todo líder é bom chefe? Todo chefe é um líder? Eis a questão…

Se você tem coragem de transformar suas emoções em ações que tornem sua vida mais bonita e feliz, certamente você tem o espírito de liderança como seu aliado para vir a ser um campeão.

Se você, profissionalmente, não teme trilhar por caminhos novos, experimentar novas sensações, curtir novas emoções, plantar novas sementes, certamente vai colher os frutos da alegria de sua equipe. Agora, se você resiste ao senso comum e permanece dentro da sua caixa, vendo só o seu mundo, preso a sua forma de pensar, fazendo o que todo mundo faz, sentindo o que todo mundo sente, reclamando de sua equipe, sentindo-se em um patamar acima de tudo e de todos, certamente você não passa de um simples chefe.

Todo líder semeia harmonia e colhe produtividade, semeia conhecimento e colhe participação atuante. Todo o chefe que semeia ordens colhe indiferença de sua equipe. É natural de um líder a paixão pelo fazer. É típico de um chefe, a paixão pelo mandar. O líder valoriza as prioridades da empresa, conversa com sua equipe, ouve sugestões, aprimora atividades, não teme mudanças. O chefe valoriza suas prioridades, que na maioria das vezes tem relação com ganhar, ganhar, ganhar e pouca atenção dá às necessidades, principalmente as profissionais, daqueles que chefia.

O líder trabalha pela realização completa da sua capacidade e da sua equipe para a garantia do lucro para sua organização. O chefe trabalha para cumprir metas e garantir lucro exigindo de sua equipe o máximo sem oferecer o mínimo. O líder valoriza o bem-estar de todos e busca novas situações. O chefe deixa-se levar pela inércia do falso bem-estar e fica com preguiça de viver novas situações. Franklin Roosevelt já ensinava a diferença entre um líder e um chefe quando dizia que “o líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia”. Então, o que é trabalhar a descoberto? É atuar de maneira harmônica onde a valorização dos liderados prevalece. O oposto é que leva o chefe a estagnar sua carreira.” E você está agindo como líder ou como chefe? Você prefere trabalhar em uma empresa onde tenha um líder ou tenha uma chefe? Pensemos nisso e que possamos aos poucos ir trabalhando mais o perfil de líder do que de chefe no nosso dia a dia nas organizações. 

Sucesso a todos e até semana que vem. 

Comentários