Exemplos dos campos...
Sexta, 25 de Setembro de 2015

Nesta coluna vou escrever um pouco sobre os exemplos vindos dos campos de futebol que podem ser implementados na nossa vida profissional e nas atividades organizacionais. Você já parou para pensar que a nossa vida pode ser comparada com uma partida de futebol. Sim, ela pode ser perfeitamente comparada a uma partida de futebol, onde o início da partida pode significar o nosso nascimento e os 90 minutos de jogo podemos dizer que são os nossos anos vividos. E quando nos deparamos assistindo a uma partida de futebol ou mesmo jogando, podemos fazer várias reflexões sobre a nossa vida, ou seja, como estamos “jogando” para conseguirmos atingir os nossos sonhos e objetivos. Estou usando as estratégias certas para marcar o gol? Estou na posição certa em campo, ou seja, estou fazendo aquilo que mais gosto e me identifico? Estou sabendo jogar/trabalhar em equipe? Estou obedecendo as regras do futebol/da vida? Como está o meu esquema tático/estratégias para me diferenciar no mercado? Estou jogando/trabalhando com amor, motivação e garra? É muito comum vermos alguns jogadores em campo dando o seu melhor para ganhar a partida e vencer o campeonato e também nos deparamos com aqueles jogadores que estão em campo fazendo de conta que estão jogando. Com qual tipo de jogador eu me identifico como profissional, com aquele que dá o seu melhor ou com aquele que não está nem aí com o time e com a equipe? Estou conseguindo marcar o gol/acertar nas minhas escolhas e decisões? Estou conseguindo ser o capitão/líder da minha vida? Reconheço a culpa quando erro e peço desculpas para a equipe? Estou realizando os treinos/treinamentos para acertar e melhorar a cada jogo/dia? Estou sabendo compartilhar e vibrar com os demais componentes da equipe? E a torcida/amigos, consigo empolgá-los com as minhas jogadas/atitudes? Quantos minutos/anos já se passaram do tempo do jogo/da vida? Eu pedi tempo para analisar e redirecionar as estratégias? É muito comum vermos os treinadores, quando o time não está conseguindo atingir os objetivos em campo, no intervalo redirecionarem o esquema tático de jogo. E nós, quando não estamos satisfeitos com a nossa vida, fazemos paradas/intervalos para analisarmos e redirecionarmos o foco e as ações? Sim? Não? Por quê? Como estou jogando/vivendo a minha vida? Com garra? Com determinação? Estou motivada e empolgada com o meu time/equipe? E o juiz/patrão, está seguindo as regras da maneira correta? O que estou fazendo para mudar isso? Lembre-se: Tanto no futebol quanto na vida, quem não marca gol/acerta não alcança o sucesso. E você, está chutando/focando certo seus esforços e conseguindo marcar gol e mudar o placar do jogo? Se você não arriscar, a bola não entrará no gol. Sucesso a todos e até semana que vem. 

Comentários