Viver e conviver em comunidade!
Sexta, 16 de Outubro de 2015

Hoje vou discorrer um pouco sobre o trabalho em prol da comunidade, algo que infelizmente a cada dia menos pessoas envolvem-se em prol da coletividade. Já ouvi, vivenciei e percebi (geralmente as histórias são as mesmas, só mudam os locais), vários relatos do tipo: “Aqui na comunidade são sempre as mesmas pessoas para tudo”. “Não conseguimos envolver e comprometer outras pessoas”. “Você marca uma reunião, são sempre as mesmas pessoas para tudo”. E você, já ouviu relatos parecidos como os citados acima? Sim? Não? Você é do tipo de envolver-se e comprometer-se com a comunidade onde está inserido? Sim? Não? Por quê? Quanto tempo do seu dia, da sua semana, do seu mês ou do seu ano, você tira para dedicar-se ao bem da coletividade? Hoje vivemos um momento onde as empresas valorizam e buscam por profissionais que realizam ações e trabalhos voluntários. Inclusive, segundo o papa do marketing Philip Kotler, estamos vivendo a era do marketing 3.0, onde além de as empresas valorizarem e bem atender os seus clientes, devem preocupar-se com a sociedade onde está inserida, pois os clientes veem com bons olhos as ações e inserções sociais desenvolvidas pelas empresas. E aí, nós também somos “produtos” que estamos na vitrine 24 horas por dia, sendo observados e julgados pelo mercado. Como estamos sendo vistos? Como alguém envolvido e comprometido com o bem da comunidade onde vivemos? Ou como alguém que não está nem aí com os outros e com a sociedade? Quando sou convidado a participar, qual é a minha primeira atitude? Quando vejo meus vizinhos, amigos e colegas envolvendo-se e trabalhando em prol da sociedade, o que penso: Que são metidos? Que querem aparecer? Que pretendem se promover e tirar vantagem? Ou penso: Nossa que bacana, como queria ser igual a ele, envolver-se e trabalhar em prol da sociedade! Ou então, penso: Faço o meu serviço e os outros que se virem, não gosto de ajudar, preciso descansar. Você já parou para pensar sobre isso? Sobre a sua atuação como cidadão e membro da comunidade? Já experimentou realizar alguma ação em prol da comunidade? Como se sentiu? Pois se você ainda não teve o privilégio de atuar e ter inserção em prol do bem da comunidade, sugiro que o faça, e o faça o mais rápido possível, pois verá como é bom, como é gratificante e nos torna cidadãos melhores para conosco e para com os outros. O trabalho em prol da comunidade nos torna pessoas mais humanas, mais sensíveis, mais alegres, felizes e realizadas. Faça a experiência e junte-se a essa corrente do bem que realiza ações em prol da coletividade sem almejar algo em troca, apenas pelo simples gesto de bem servir e colocar os seus talentos à disposição da sociedade. E lembre-se: Construa em sua vida um caminho onde as pessoas passam e desejam permanecer, não uma estrada que leva nada a lugar nenhum.
 

Comentários