Acredite! O ano está terminando!
Sexta, 11 de Dezembro de 2015

Nesta coluna vou me utilizar de um artigo escrito pelo renomado professor Marins, o qual discorre um pouco sobre acontecimentos, maneiras e formas que estamos vivendo e levando a vida. Ele inicia dizendo: “Acredite, já é dezembro. Natal, confraternizações, passagem de ano, tudo faz de dezembro um mês único, especial e cheio de simbolismos que não podemos, nem devemos ignorar. Temos sim que saber fazer de dezembro um mês especial para cada um de nós como pessoas. Uma coisa temos que saber: o tempo corre cada vez mais rápido. Mal o ano começa e pela aceleração da informação logo estaremos novamente em julho e novamente em dezembro. Assim, é exigido de cada um de nós uma enorme sabedoria para viver cada instante, cada momento presente, com toda a atenção, inteligência e foco. Vivemos na era da distração dada exatamente por essa velocidade. Estamos sempre fazendo alguma coisa para fazer outra coisa. Nunca estamos presentes onde estamos. Estamos aqui pensando acolá e isso nos dá uma enorme sensação de vazio. Os muitos amigos que pensamos ter são virtuais. Os presenciais são cada vez menos e cada vez mais ocupados com suas atividades virtuais. Vivemos isolados no meio de muitos. Nossas famílias, mesmo quando reunidas, estão no WhatsApp. Não temos mais assunto a não ser reclamar e falar mal dos outros. Que vida é essa em que nos metemos? Dezembro é um mês em que todos nós nos tornamos mais pensativos. Não há quem já não comece o mês fazendo um balanço deste ano que está terminando. O que fizemos? O que não conseguimos fazer? Por que não conseguimos? Progredimos ou regredimos? Ficamos melhores como pessoas? Investimos em valores permanentes ou em coisas transitórias? O que queremos da vida? Por que corremos tanto? E nossa família???

E dezembro também é um mês em que quase todos nós fazemos previsões e votos para o ano que irá começar em breve. O que faremos? Será que conseguiremos fazer? Quais as promessas de ano novo que iremos tentar repetir? E as novas promessas? Em que vou investir meu tempo, minha energia e até o pouco dinheiro que tenho? O que quero da vida? O que quero de mim? Todo o simbolismo que envolve dezembro é exatamente para nos fazer pensar. Afinal, somos os únicos seres capazes de planejar e de nos arrepender. É isso que nos faz humanos, gostemos ou não. Assim, como não podemos fugir do pensar, meu conselho é que você aproveite este dezembro e... PENSE!”. Que realmente possamos dar um novo rumo e um novo direcionamento em nossa vida. Basta nós querermos, está em nossas mãos pensarmos diferente e termos atitudes diferentes. Sucesso a todos e até semana que vem.

Comentários