Lição do Cavalo
Sexta, 29 de Janeiro de 2016

Nesta coluna, vou me utilizar de parte de uma história que está rolando nas redes sociais que nos traz uma excelente lição de vida e um ótimo aprendizado, e mais uma vez os animais nos dão exemplo e ensinamento de como viver a vida e agir diante das circunstâncias dela. “Conta-se que um fazendeiro, dono de excelentes cavalos de muita valia nos trabalhos de sua propriedade rural recebeu um dia a notícia de que o preferido dele, um alazão forte e muito bonito, havia caído num poço abandonado. O capataz que lhe trouxe a má notícia estava desolado porque o poço era muito fundo e pouco largo e não havia como tirar o animal de lá, apesar de todos os esforços dos peões da fazenda. O fazendeiro foi até o local, tomou conhecimento da situação e concordou com seu capataz: não havia mais o que fazer, embora o animal não estivesse machucado. Não achou que valia a pena resgatá-lo, ia ser demorado e custaria muito dinheiro. Já que está no buraco – disse ao capataz – você acabe de enterrá-lo, jogando terra em cima dele. Virou as costas, preocupado com seus negócios, e os peões de imediato começaram a cumprir a sua ordem. Cinco homens, sob o comando do capataz, atiravam terra dentro do buraco, em cima do cavalo. A cada pazada, o alazão se sacudia todo e a terra ia-se depositando no fundo do poço seco. Os homens ficaram admirados com a esperteza do animal: a terra ia enchendo o poço e o cavalo subindo em cima dela! Não demorou muito e o animal já estava com a cabeça aparecendo na saída do poço; mais algumas pazadas de terra e ele saltou fora, sacudindo-se e relinchando, feliz. ” E aí, gostou da lição do cavalo? Qual o ensinamento que podemos tirar e implementar em nossa vida? Somos capazes de sacudir a “terra” e a “poeira” que muitas vezes tentam nos jogar em cima? Conseguimos dar a volta por cima e enxergar a luz dentro do “buraco”, que muitas vezes nos encontramos? Qual a nossa atitude quando conseguimos sair do “buraco’? - Comemorar, alegre e feliz? - Aprender com a lição? - Achar culpados por termos caído no “buraco”? – Ou tentar nos vingar e fazer com que outras pessoas também caiam no “buraco”? Lembrem-se, na vida, muitas pessoas vão jogar terra em cima de nossas cabeças, querendo que nos afundemos e não tenhamos motivação. Mas quando jogarem terra sobre nós, vamos nos sacudir, subir e sobreviver sempre. Que esta bela lição que nos foi dado através da metáfora do cavalo, possa servir de inspiração e modelo para agirmos e termos as atitudes parecidas, sempre buscando sacudir a poeira, acreditando que é possível chegar na nossa meta e objetivo e sabermos comemorar e vibrar quando alcançarmos o que almejamos. Sucesso a todos e até semana que vem.

Comentários