A força do cooperativismo
Sexta, 15 de Abril de 2016

Nesta coluna vou escrever um pouco sobre uma área que muito nos orgulha e faz com que a nossa região seja vista no cenário estadual e internacional de maneira diferente, pois várias são as cooperativas que desenvolvem um trabalho focado nas questões econômicas sem esquecer do social, dos seus cooperados/associados. Cooperativas que, através dos seus presidentes, pessoas qualificadas, comprometidas conseguem apresentar maneiras e alternativas de continuar crescendo na atividade foco da cooperativa. Na região, possuímos ótimos exemplos de cooperativas que estão no mercado a mais de 10, 20, 30, 50 anos, levando e impulsionando o desenvolvimento onde estão inseridas, as mesmas passaram sim por momentos de dificuldades, como qualquer empresa, mas graças à dinâmica e comprometida equipe diretiva, conseguiram passar por essas dificuldades e hoje são referência no cenário regional e estadual. Vale aqui destacar as cooperativas cinquentenárias da nossa região, que são a Cotrifred, que está neste ano completando os seus 59 anos de existência, e a Creluz, que neste mês completou os seus 50 anos. Temos a Sicredi Alto Uruguai, que neste mês está completando os seus 35 anos de existência, podemos citar a Coogamai, que é a primeira cooperativa da área de mineração criada no Brasil, que já está trabalhando na região em prol dos garimpeiros há 26 anos. Não podemos deixar de citar as cooperativas mais jovens, como a Coperametista e a Extremo Norte, que no próximo ano estarão completando 10 anos de existência e que estão, nos seus municípios, fazendo a diferença e contribuindo com o desenvolvimento local e regional. Não podemos deixar de citar algumas cooperativas que não foram criadas na região, mas que estão na região, contribuindo e impulsionando o desenvolvimento, como a Cooper A1, que já está no mercado há 83 anos, contribuindo com o desenvolvimento do oeste de Santa Catarina e, nos últimos anos, norte do Rio Grande do Sul. Temos também as cooperativas de crédito, como a Sicoob Oestecred, que já está trabalhando em prol dos seus cooperados há mais de 30 anos, a Cresol, que está no mercado há mais de 20 anos, fortalecendo e difundindo o cooperativismo junto aos seus cooperados. Se formos ler, estudar, pesquisar e conversar com os idealizadores das cooperativas acima citadas, todos destacam que as cooperativas foram criadas como alternativa para que as pessoas, juntas, pudessem encontrar soluções e alternativas para desenvolver e fomentar as atividades fins das mesmas. E você, conhece as cooperativas regionais? É incentivador? É associado de alguma cooperativa? Valoriza, compra e defende as cooperativas? Sabe quem são e quais são as cooperativas e a sua contribuição para o desenvolvimento local e regional? Eis alguns dados interessantes, que muitas vezes não são divulgados e não é dada a visibilidade que os mesmos merecem. As cooperativas no Estado do Rio Grande do Sul possuem mais de 2,6 milhões de associados. Os salários pagos pelas cooperativas no Rio Grande do Sul são em média 30,3% superior das demais empresas do setor privado. As cooperativas geram mais de 35 milhões de impostos por ano. Mais de 68% da população gaúcha está envolvida direta e indiretamente com cooperativas. As receitas e os lucros das cooperativas são investidos na região onde ela está inserida. Esses são apenas alguns dados que estou trazendo para fazermos uma reflexão, dados esses disponíveis no site da Ocergs. Você já imaginou como seria a nossa região se não tivessem as cooperativas? Como seria as nossas comunidades se não tivesse uma cooperativa de eletrificação, uma cooperativa de crédito, uma cooperativa agropecuária para dar suporte e apoio em algumas atividades consideradas por algumas empresas privadas como não rentável. Pensemos nisso, e que possamos valorizar, reconhecer, apoiar e incentivar cada vez mais o sistema cooperativo e associativo. Pois é comprovado, onde existe uma atuação forte do sistema cooperativo, o desenvolvimento é mais abrangente, envolvendo e beneficiando mais pessoas. Sucesso a todos e até semana que vem. 

Comentários