Precisa-se de líderes
Sexta, 13 de Maio de 2016

Nesta coluna vou me utilizar de um artigo escrito pelo professor Marins, o qual discorre um pouco sobre a necessidade de líderes nos dias atuais. Ele inicia dizendo que: “Independentemente de qualquer conotação política, ideológica ou religiosa, o momento que estamos vivendo no mundo e no Brasil, aponta para uma urgente necessidade de verdadeiros líderes que alicerçados em virtudes e valores elevados conduzam povos e nações à paz e à justiça. As guerras por motivos políticos, econômicos e religiosos se espalham por várias regiões do mundo fazendo milhares de mortos, desalojados e refugiados que, em desespero, perambulam por terra e por mar, pondo a própria vida em risco, à busca de uma condição humana para viver. No Brasil, a crise econômica e política coloca em risco o emprego de centenas de trabalhadores, mães e pais de família. Assim, se quisermos ter alguma perspectiva de um mundo melhor no futuro, é preciso, urgentemente, formar líderes não só com técnicas de liderança, oratória e assertividade, mas, e principalmente, líderes que possuam princípios e valores elevados e que estejam permanentemente dispostos a se sacrificar pelo bem comum, pela paz, pela honestidade, pela verdade, que tenham coerência entre o discurso e a prática e que sejam verdadeiramente confiáveis e moralmente defensáveis. E, gostemos ou não, queiramos ou não, essa tarefa não pode ser deixada somente para as famílias, para as escolas e para os poderes públicos. É preciso que toda a sociedade, organizações de todos os tipos e também empresas se engajem nesse esforço absolutamente necessário e salvador para toda a humanidade. As empresas têm um papel fundamental na formação de líderes. Ao formar, treinar e desenvolver pessoas para funções de chefia em qualquer nível, encarregados, supervisores, gerentes, diretores, etc. elas devem focar em valores e virtudes humanas essenciais à liderança e não só em técnicas. Assim, educar líderes na verdade, na honestidade, na lealdade, no verdadeiro sentido de justiça, na generosidade, na compreensão, na empatia e outros valores humanos elevados, será sempre mais importante do que formar pessoas que saibam apenas convencer, negociar, cooptar e mesmo iludir pessoas com base em mentiras e motivações baseadas em benefícios pessoais e desejo de poder. Ou todos nós nos engajamos nesse processo de formar verdadeiros líderes ou teremos nosso futuro cada vez mais comprometido pela proliferação de falsos líderes.” E você, está buscando ser um líder? Está trabalhando para formar e transformar pessoas comuns e bons líderes? Pensemos nisso e que possamos diariamente formarmos e incentivarmos bons líderes. 

Comentários