As chaves para a transformação pessoal e profissional (parte 2)
Sexta, 07 de Fevereiro de 2014

Na coluna da semana passada iniciamos discorrendo e apresentando algumas dicas do escritor americano Stephen Covey, o qual aborda de forma clara e objetiva as transformações necessárias e importantes que devemos fazer em nossa vida para obtermos realização e novas conquistas pessoais e profissionais. Abaixo apresentamos os últimos 6 princípios para as transformações.

5.  Responsabilidade pelos resultados: a empresa deve ser facilitadora do indivíduo desenvolver sua competência. O colaborador tem que estar consciente de que faz parte dos resultados de toda a organização. Não é cada um por si. Algumas pessoas de cargos mais baixos poderão achar que o seu cargo não faz diferença no todo, e, portanto, é papel do gestor desmentir esse mito. Buscar envolver e comprometer todos para a busca de resultados. 

6.  Enterre o velho: abandonar tudo aquilo que lhe dá segurança não é algo simples, porém, muitas vezes se torna uma necessidade. Enterrar o velho significa trocar velhos hábitos organizacionais por novos hábitos. E essa mudança começa com o gestor, ele tem que dar o exemplo. Lembre-se “as palavras comovem, os exemplos arrastam”. 

7.  Abrace o novo caminho com espírito de aventura: mesmo em um processo de mudança, o gestor não deve mudar o DNA da empresa, ou seja, seus princípios e valores que a fizeram se sustentar durante tantos anos. Essas bases de sustentação devem ser aprimoradas e servir de referência para as demais mudanças e transformações, pois sem elas a organização poderá perder sua identidade que tanto lhe gerou reconhecimento na sociedade.

8.  Espírito aberto: o gestor sempre deve estar apto a aprender. Deve também fazer as pessoas terem o desejo de aprender, sempre. A melhoria contínua se torna uma necessidade de sobrevivência em meio à globalização.

9.  Sinergia: é a soma das DIFERENTES capacidades e habilidades em favor de um objetivo em comum. O gestor deverá saber usar como esses diferentes potenciais a favor da empresa.

10.  Propósito transcendental: os interesses das pessoas, e isso inclui os do dono da organização, não podem estar acima dos interesses da empresa. Empresários que trocam de carro antes de trocar suas obsoletas máquinas correm o sério risco de ver suas empresas quebrarem.

Que possamos implementar essas preciosas chaves de mudança em nossa vida e obtermos felicidade e realizações.

Sucesso a todos e até semana que vem. 

Comentários