Características de uma empresa que afasta talentos (parte 2)
Sexta, 21 de Março de 2014

Nesta coluna vou continuar a reflexão com o texto escrito pela Patrícia Bispo sobre as características das empresas que afastam os talentos dos seus processos seletivos.

5 - Para algumas organizações, a premissa de que errar não é permitido é sempre lembrada dia a dia. Ou seja, se o profissional não tem o direito de cometer um equívoco, como ele se arriscará a apresentar um processo inovador, uma proposta que faça o rendimento de um setor melhorar? Em outras palavras, quando não se tem o direito de errar, não se pode arriscar. E quando não se pode arriscar, não se pode aceitar desafios e tampouco progredir.

6 - Qualidade de vida "zero". Hoje, os talentos fogem de empresas que não prezam pela melhoria da qualidade de vida no trabalho. E vale ressaltar que muitos preferem ganhar até mesmo, desde que tenham esse relevante fator preservado.

7 - Empresas aéticas costumam estar fora da lista dos profissionais mais disputados pelo mercado. Isso porque quando não há ética no ambiente organizacional, as pessoas recorrem a método para atingir metas, inclusive "passar a perna" nos companheiros de trabalho. O profissional de valor preza pela ética.

8 - Mudar jamais? Quem tem essa mentalidade está preso a paradigmas e feliz na zona de conforto. Se a empresa nega-se a mudar, certamente não será o local mais adequado para o talento que sempre busca melhorias profissionais e pessoais. Traduzindo: profissional de valor busca mudanças a todo o momento, pois entende que esse é um caminho rico para a aprendizagem.

9 - Mais um fator que espanta os talentos: empresa que não aprecia a diversidade. Hoje, tornou-se evidente que o diverso é um fator que agrega valor tanto para a empresa quanto as pessoas que a integram. Isso se justifica, porque quanto maior for o universo de experiências, de pontos de vista presentes na corporação maior será a chance de desenvolvimento das pessoas que formam o time.

10 - E já que mencionamos time: os talentos buscam empresas que estimulam o trabalho em equipe. As pessoas passaram a ter consciência de que quando somam esforços, unem-se, elas conseguem resultados mais expressivos, em menor espaço de tempo. Destaquemos aqui que trabalhar em equipe tem sido apontado como diferencial expressivo nos processos seletivos de empresas que se destacam no mercado.

E aí, com as 10 características apresentadas pela autora, sua empresa e suas atitudes estão mais focadas em atrair ou afastar os talentos? Lembre-se, que as suas ações diárias vão repercutir na sua equipe, tanto na qualidade, quantidade, rotatividade, motivação e satisfação de cada indivíduo que trabalha em sua empresa. Valorize os bons profissionais enquanto eles ainda estão em sua empresa. Pois estamos na era do apagão de talentos, hoje, os bons profissionais já estão podendo escolher em qual empresa trabalhar. Que tipo de profissional você quer atrair? Pense nisso e mude suas atitudes. Sucesso a todos e até semana que vem. 

Comentários