Como os 5S podem lhe ajudar...
Sexta, 22 de Novembro de 2013

Seguidamente ouvimos, lemos ou assistimos, alguém comentando da necessidade ou importância de aplicar os 5S nas organizações. Os 5S é uma metodologia japonesa que visa tornar todo e qualquer ambiente de trabalho mais limpo e organizado. E se nós implementássemos os 5S em nossa vida, quais os ganhos que obteríamos? Não estou falando de implantar os cinco sensos em seu guarda-roupa! Falo sobre como utilizá-lo na gestão de sua qualidade de vida. Abaixo algumas dicas da escritora Camila Matos.

O primeiro Senso é o de utilização, segundo este, só devem permanecer no ambiente aquelas ferramentas essenciais à sua atividade. Se pensarmos em relação ao nosso organismo, quanto “lixo emocional” acumulamos? Quanta energia deixa de ser gasta, e por que inundamos nosso corpo com uma sobrecarga tão desnecessária? Que tal separar um tempo para se livrar daquilo que não usa mais? Ódio, mágoa, preguiça e ressentimento devem ter prioridade nesta faxina.

O Senso de ordenação trata da ordem em que as coisas devem ser realizadas ou organizadas e é bastante útil se o aplicarmos na escolha de nossas prioridades. Não se trata de escolher fazer algo pensando em sua lucratividade, rapidez e facilidade, mas realizar suas escolhas pessoais e profissionais a partir da resposta para as seguintes perguntas: o que me faz mais feliz? Com o que me realizo? Quais são meus talentos?

O Senso de limpeza é bem parecido com o de utilização, mas é a condição para que o ciclo do primeiro funcione. Ele lhe permite que aquilo que não é necessário não mais se acumule. Utilize este para bloquear a entrada de novos vícios e sobrecargas. A qualquer sinal de oportunidade de acúmulo, limpe!

No contexto de qualidade de vida, o Senso de ordenação, também conhecido como Senso de padronização, refere-se ao modo como transformaremos os preceitos anteriores em hábitos do nosso dia a dia. O modo como lidamos com nossos sentimentos, nossa forma de nos alimentar e tudo aquilo que está relacionado com a qualidade de vida, exige prática, para criar novos padrões e nossos hábitos.

O último, o Senso de autodisciplina trata-se justamente do compromisso com o qual você cumprirá os quatro passos anteriores. É o passaporte para o sucesso desta nova gestão que será implantada em sua trajetória pessoal e profissional.

Sabemos que ter disciplina é um grande desafio para maioria das pessoas, enquanto em uma nação como o Japão ser disciplinado é uma questão de cultura, para nós trata-se de um grande diferencial, que a maioria não tem. Que possamos ter um pouco de disciplina e tentarmos implantar esses cinco sensos em nossa vida e obtermos resultados melhores. Sucesso a todos e até semana que vem.

Comentários