Valorizar a alma da empresa
Sexta, 19 de Setembro de 2014

Nesta coluna quero compartilhar com vocês um pouco dos ensinamentos que tive o privilégio de vivenciar na última sexta-feira, 12 de setembro, durante a Feira do Empreendedor 2014 realizada na Fiergs em Porto Alegre pelo Sebrae. Foi durante o Talk Show: “Empreendedores da Terra” com a presença dos ilustres empreendedores Clóvis Tramontina (Tramontina), Jorge Gerdau Johannpeter (Gerdau), Ricardo Vontobel (Vonpar) e Ricardo Felizzola (HT Micron). Cada um fez um relato da trajetória da empresa na qual atualmente são diretores, ou seja, destacar as estratégias utilizadas por eles para se manter líder e empresas renomadas no mercado e responderam as inúmeras perguntas do público presente. Todos foram muito enfáticos e destacaram que uma dos principais estratégias utilizadas é investir na “alma da empresa”, que são os colaboradores, os funcionários. Você também tem esse pensamento? Essa estratégia? Investir no capital intelectual é algo fundamental, pois são eles que fazem as coisas acontecer e conseguem dar dinamicidade na empresa. Eu particularmente fiquei muito feliz e realizada, pois sempre defendo, falo em sala de aula, escrevo frequentemente em minhas colunas, que cada vez mais o fator de diferenciação das organizações deste século SÃO e SERÃO as PESSOAS, os indivíduos que trabalham, pensam e fazem as coisas acontecer nas organizações. Pois tecnologia, equipamentos e ferramental estão disponíveis a todos, mas capital intelectual, criatividade, dinamismo é algo que somente as pessoas possuem, e estas, só vão utilizar totalmente nas empresas que realmente investem, valorizam, motivam e as enxergam como pessoas capazes de pensar, criar e inovar. Infelizmente nem todas as organizações têm esse pensamento apresentado pelos quatro renomados empresários, de investir, valorizar, treinar, capacitar às pessoas, que realmente são sim a alma da empresa e fazem as coisas acontecer. Mas sempre a tempo de redirecionarmos o nosso pensamento e as nossas estratégias, basta apenas querermos, termos a humildade de reconhecermos que precisamos mais do que nunca valorizar, investir e ter bons profissionais trabalhando na empresa para assim, nos mantermos no mercado e nos diferenciarmos e sermos empresas renomadas no mercado, seja ele, municipal, regional, estadual ou mundial, como é o caso de algumas das empresas dos empreendedores que destaquei anteriormente. Outro aspecto abordado por eles foi de valorizar e investir na “prata da casa” para os cargos de gerentes, e cargos mais elevados do organograma, ou seja, dar espaço, oportunidade de crescimento e ascensão profissional para os colaboradores da empresa. Que esses grandiosos ensinamentos que procurei trazer aqui e compartilhar com vocês possam efetivamente serem implementados e que “a alma da empresa” seja efetivamente valorizada, pois cada vez mais serão as grandes responsáveis pelo sucesso ou fracasso das organizações. Abraço a todos e até semana que vem. 

Comentários