Cartas.. Um jogo milenar!
Sexta, 23 de Janeiro de 2015

Ao Som de “Misplaced Childhood- Marilion”

Houve época em que a comunicação se dava por cartas.. Temos muitos exemplos disso, inclusive no Livro dos Livros, mas cartas além de fascinantes suscitavam algo que hoje é instantâneo, como a visualização da mensagem, nas épocas imemoriais o silêncio leva algum tempo para se pronunciar..
Hoje a coisa é tão louca que temos dissabores e amores e cores em milésimos de segundos, dia destes ao separar um presente para irmão me detive em livro com o título “Cartas extraordinárias” formato e presença de livro, cheiro de livro, capa de livro, para alguém que logicamente ame livros.. Percebendo a coisa toda, parei em uma das cartas do livro na qual o ainda sem grife Galileu Galilei narra ao seu amo (coisa horrível esta) sua descoberta: O Telescópio, evidentemente não mostra as qualidades para descobrir a órbita e nem mesmo as características fantásticas da lua, por exemplo, falou de avistar navios inimigos com até duas horas de antecipação..
Tirando a parte de subserviência ao poder estabelecido (a um monarca de meia pataca, ou você que lê sabe quem era o rei de Galilei? mas dele com toda certeza já ouviu falar..) de que não gosto nem um tantinho, mas isso é outra parte, a comunicação era realizada através de carta, assim como a magia, os tratados e tudo o mais, temos os mais ricos detalhes, de descobertas incríveis, narrativas de tirar o fôlego, amores impossíveis, ou tão possíveis que ocorreram, de traições, da palavra amiga, do conforto, do apoio, da narrativa sobre a qualidade ímpar do céu num final de tarde, das confissões, dos pedidos de socorro e bem mais que isso..
Da análise de comportamentos, da invenção da ciência moderna, em qual ponto mesmo deixamos de olhar as estrelas? Quando nos trancamos dentro de paredes e ligamos aquele potente aparelho de tornar chavões, peça de debate então se serve como consolo, comecem a selecionar o uso da programação televisiva, converse com os seus, vá visitar amigos, dê mais abraços e, menos cliques, e tudo isso embalados pelo som que curte definitivamente a parte boa, sensacional, é escutar uma boa música, porque a única verdade irrefutável nesta existência é: A Vida sem trilha Sonora é bela porcaria!
Aguarde um tanto para que aprecies tua trilha e, deixe os demais com as suas, ninguém mesmo estará interessado em zunidos em camadas elevadas de Herz nos ouvidos alheios, tem lugar e espaço pra isso.. Assim como Galileu percebeu você também irá fazê-lo.. Cada qual com sua magnitude.

Afinal! Nem tudo é para todos e nem para sempre!

Saúde e Sorte! Aos que Fazem.. a Diferença!!

 

Comentários