Concessões e uma estranha luz que insiste em piscar no fim do.. Túnel!
Sexta, 20 de Fevereiro de 2015

Ao Som de Renato Russo

 

Numa destas leituras de feriado, num daqueles livros que estava ali na fila pacientemente aguardando sua vez, descubro outro vértice, ainda não visto como aquele plano de visitar outro canto do mundo.. Fazer aquilo que se gosta é algo muito bom, colore o caminho de uma forma própria, apesar dos solavancos, ahh os solavancos.. Deixa ligado acorda de sonhos e possibilidades mirabolantes.. Assim alerta segue o caminho e observa que existe vida ali, de um lado e de outro, um som te chama, como aquela canção que insiste em repetir, o refrão que cola na cabeça e não te larga antes da quinta audição, procurar pelo estilo, o tema, as cores perdidas, sem qualquer regra, como o artista que treina uma após outra obra até finalizar a prima..

Muito vento no rosto, sol e também lua e estrela, o caminho tem fontes inesgotáveis de conhecimento, apenas é necessário um pequeno e sutil ajuste no olhar, mas isso só se consegue com disciplina de monge, muita liberdade e quase nem outra regra, ouvir é sem dúvida dos principais sinais de maturidade.. 

Decência e concessão, não estão como caixa de sabão na prateleira mais próxima, é preciso cuidado, zelo, e muita paciência para perceber que tem gente que não consegue fixar, o foco ainda é algo que se busca incessantemente, mas que aos poucos nos damos conta de que aquilo bem certinho, perfeitinho, já não importa, e loucura-se um tanto, uma viagem á terras outras, com outra língua, com sotaque cultural diverso, que assim de longe não conseguimos perceber, mas que num olhar próximo dá para ver que humildade, gentileza, atenção e algumas outras coisas nunca saem de moda, ao menos assim na terra de magos, mas para isso temos que ter a coragem de deixar o conforto e compreender esta nossa maneira de encarar este mundão aee!

Existe lenda que conta que em certo momento do caminho após algum aprendizado alguém irá valorizar esta tua forma de ser, rir junto dos erros, e de forma saborosa, olhar no fundo de teus olhos insones..

Mesmo assim como lobo solitário, ainda preciso aprender a ouvir e divisar o uivo que a cada lua cheia desprende de minha garganta sedenta da lua e estrela refletidos no teu olhar.

Os olhos continuam a ser as janelas da Alma, se quiser conhecer alguém, olha no fundo deles.. Sem pressa.. Como O Abraço que Tudo Pode!

Saúde e Sorte! Aos que Fazem.. A Diferença!!

Comentários