Do Vazio Existencial!
Sexta, 26 de Junho de 2015

Quando observo pela janela que tem uma grande parte de pessoas que caíram num conto que nem chega a ser de vigário, mas um conto social, inventado e intentado por ganância, ou pelo poder escondido na dobra de figuras pálidas, pessoas mesquinhas que nem ao menos poderiam ser chamadas pessoas, uns e outros, quantos amigos você mantém? Ou será que também caíste no conto? Máquinas, luzes, artifícios dos mais variados, como se o botox pudesse completar eventuais vazios... Os existenciais... Para como trata teus iguais? Sim, somos todos tais, sem tons, sem bolsos, sem falas eruditas e, quando sentares à beira daquele poço lá no interior e alguém com brilho nos olhos e não no bolso te oferecer água em lata, dessas reutilizadas, e provarás, vai saber do que trato, quando você sentir o cheiro da chuva na poeira da estrada, sim Você irá entender do que narro, mas definitivamente quando estiver entre as estrelas de frugal primavera alavancada com dólares, luzes e efeitos de luz e sombra que mesmo em Dubai e em seus castelos de consumo não podem ao menos rivalizar com as luzes de início e final do dia aqui nas colinas do centro do mundo..

É quem tem olhos que perceba, exatamente com aqueles olhos que trazes aí dentro do teu peito, com o sentimento bom, está começando outra estação, no último outono, aprendi a gostar dele, de perceber nuances, de sentir arrepio de olhar e prestar muita atenção em coisas que estavam perfeitas, mas que não havia notado, ainda, quando percebe isso, não existe pressa, e a angústia de ser algo que adquire em prateleira ou a paga que fazem nas colunas sociais nas mais diversas mídias e percebe que as coisas simples trazem bem mais do que necessitas, tenha ouvidos e ouça aquilo que é sussurrado, não aos berros, como alguns tolos que mesmo com vazios imensos ainda pensam que são melhores do que alguém...

A Vida é mesmo curta, alguém disse isso outro dia, então aproveita e diga, escreva, cante na janela teu estado feliz, o sol, mesmo este de inverno, aquecerá teu peito e teu olhar...

Todo dia temos outros tantos segundos para usar, não desperdice, se possível sorria, mesmo com a maior das dores aí dentro, por vezes alguém que passa terá apenas o teu sorriso, e, nada mais, e tenha certeza, isso fará toda a diferença...

Toda carícia, seja da forma mais diversa, palavra, toque, alô, sorriso, lágrima, apoio, ombro, fala, e principalmente quando dedicas teu tempo, teu ouvido, é a mais pura homenagem que possas realizar a alguém... 

Lembra sempre de Exupéry, És Eternamente Responsável por quem Cativas...

Abraço para quem... Inspira 

Comentários