O meu pai está no DNA!
Sexta, 12 de Agosto de 2016

Ouvindo Star – Nazareth

Dia sim e dia também, sigo o caminho e lembro, a todo instante, os passos que vejo ora em um e em outro de meus filhos, diria minha inoxidável Vó Maria: “Sangue não é água!” do alto de sua sabedoria, novamente precisa e cirúrgica. De sua maneira de ver o mundo e encarar os desafios, todos de sua árvore são seus fãs, e mesmo o pessoal que chegou à sua árvore e colheram frutos, um caso raro, um deles foi Meu Pai, o Seu Pompílio, nome incomum, de general romano, no comércio era um eterno trocar de sílabas, coisa que ele sempre levou na flauta e nos fez ver que a vida deve ser encarada, sem essa de diferença entre um e outro, desde o princípio foi honrado e compromissado com sua palavra, liderou a seu modo seus amigos empresários, no tempo que o termo era “comerciantes”, num torrão distante de tudo e de todos, com algo a mais é verdade, dia desses uma amiga após um longo tempo sem estar em Frederico Westphalen, postou uma mensagem no Facebook que trazia entre outras coisas célebre frase: Não Existe Céu como o de Frederico. Isso virou Mantra entre Nosotros, falamos da água que é mágica, da energia sem fim de uma Catedral, na mística cachoeira da Faguense, dos Lás onde há muitas luas nos encontrávamos e ao redor de fogueira cantávamos e bebíamos a vida. Existem coisas que ficam na dobra, essas são algumas delas. Porém existem Pessoas, de carne e osso, materializados no espírito solidário e construtivo. Esses são personagens de um enredo que continuamos, por força e destino, pois em nossa veia corre tal sangue. Dia desses ao atender telefone aqui na loja, percebi surpresa e arrepio do outro lado, a pessoa refeita do susto confidenciou que ouviu a voz de meu Pai, enquanto estava entre nós, a Mãe sempre confundia, tinha que ter uma segunda frase para que ela percebesse quem estava ao fone. Coisas que minha Vó, descreveu com perícia. Terceiro ano sem abraço do Dia dos Pais, sem aquele pacote pequeno entregue por um dos netos, com algo bem necessário e útil, sempre foi pessoa que ao sentar a mesa, era o último a se servir, numa lição de humildade que força pranto vezenquando, quando percebemos que hoje os modais são diversos disso. Em que o Capital é mais importante do que o SER, a posição social, abajur de prateleira, medalha que se torna opaca e sem brilho com o passar das luas, como se o Arquiteto do Universo nos mostrasse a cada volta de ponteiro imaginado, o que realmente tem importância. Aproveite a oportunidade e beba da fonte enquanto puder, o sinal chega rápido como raio e por vezes não há tempo para longas conversas ao sol de um outono desses. Percebo que ao sair de cena nesta parte do caminho, o Gringo dos Olhos Verdes deixou além de mensagem, nos abraços que emprestou na mesma noite em que partiu as conversas com os amigos que lá estavam o olhar longo e profundo que distribuiu por aqui e, principalmente no outro dia, quando inerte, descansava no esquife, com um leve sorriso no rosto e, pela grande quantidade de pessoas humildes que foram despedir-se de uma pessoa de bem. Alguns de nós escrevemos em papel, creio que Meu Pai Gravou em Fogo bonita mensagem no coração de muitos. Tenhamos Todos, Feliz Dia dos Pais.

Saúde e sorte - A humildade é o primeiro degrau e sustenta os demais.

Comentários