É Só Olhar e Ver!
Sexta, 18 de Novembro de 2016

Ouvindo –Eu Sou do Sul –Rock de Galpão

Lá do éter
Você me olha de soslaio
e assim disfarçada
Arma esse sorriso Lindo
Se ficar com uma pinta
Te chamo de Marylin
Do Contrário Te digo Capitu
Ou Seria Gabriela, a de Cravo e Canela?
O Certo é que teus raios
Colorem o Pálio Aberto
e Mesmo assim
De Canto
Continuas a Encantar
Como o Dia da Calçada..
Porque Sorriso e Olhar
Vindos de ti
Mais certeiros que seta
e com tal encanto
Que Mesmo Merlin tem dificuldade de me Soltar..
Marco Girardello
Do Caderno da Lua e De Quem Olha de lá!

Este Quatorze do calendário esteve muito próxima, poderia ter tocado seus lábios feiticera, enquanto clicava como saci pulando de canto a outro, de colina em colina, fiz prece perto de meio dia, pela saúde física e mental, pela serenidade em meio a tanto boçal, agradeci o fato de ter cruzado, e ter sido o acaso que não esqueço..

A Lua virou super lua, a última foi em 1948 e a próxima será em 2034, neste espaço de tempo muito ocorre.. Da última vez o Mundo estava em Guerra Mundial, neste 2016 ainda que muita iniqüidade ocorra, não temos tal conflito bélico, tirando algum fanatismo de lado a lado e a barbárie da violência de grandes centros, muito devido ao desequilíbrio entre o TER e o SER, muito disso se deve á inconstância e aos desatinos de consumismo sem freio, onde os desejos são instantâneos e o foco há muito se perdeu.. Como uma foto mal tirada, borrada que inutiliza instante e momento mágico.. Pelo simples motivo em que o aparentar seja de tanta importância, em verdade vã causa.. Quem valoriza o trato, a conversa, o olhar é de longe diferenciado, e não é um pano com brocado disso e daquilo que fará a diferença.. Por aqui, na terra de Farrapos, que não perderam a autêntica Cepa desde então, embora desmandos de parte a parte.. O Amargo servido em cuia, que na verdade é seio, de fraternidade e que como diz canção.. Passa de mão em mão. Reflito que este não é movimento vão, no abraço apertado que só sente quem precisa, no momento delicado, muitas vezes com o olhar triste, mas que se você olhar de perto tem um dos oceanos mais belos dentro deles e, vezenquando brota onda salobra, quando o peito aperta, de saudade ou de indignação.
Mas tenho certeza que sou um dos poucos que sabem que em suas gotas de coragem, você sustenta vôo longo. E se já foi testada algumas vezes, te digo que ostra sem estar indignada com algo, definitivamente não produz pérola..

Certeza de Muitas paisagens serão vistas, intuídas e construídas. Sempre sob o olhar dela, Luna Feiticera!

Abraço Que Tudo Pode!

Comentários