Enquanto escorrem as horas a Realidade se Transforma!
Sexta, 02 de Dezembro de 2016

Ouvindo The Sound of Silence– Paul Simon & Art Garfunkel.

Os ponteiros correm como doidos varridos no tic tac nervoso do relógio cuco, que não tem cuco, carrilhão ao contrário, que mastiga fase, morde nacos de dias ensolarados, talvez traga o sonho ou o pesadelo, não sei ao certo, vai depender do que proferes, se vibrar positivo é possível que sonhe do contrário estará contraído, em suspenso, com receio do pulo e da queda..

Passa boi e boiada, vaquinha de presépio e matungada, todos quase num silencio contemplativo, da tela iluminada.. Entregues ao dolce far niente de estimular retina e menina olhar as flores que insistem em nascer, em meio à selva de concreto armado que o burguês inventou.. Lembro bem de um velho, lá em Porto que talvez outro dia seja alegre, que dizia que as cidades horizontais, geravam emprego, as verticais desemprego.. Numa ótica diversa e meio louca ao falar, mas de consciência e de espaço poucas vezes dita, temos cães e gatos, e humanóides andando por corredores iluminados por sensores de presença.. Mas por caminharem olhando fixos as telas dos tele móveis, parecem zumbis..

De Todas as horas, as que perdemos em não conversar uns com os outros, não interagir, uns com os outros, não ouvir o que os outros têm para nos dizer, escutar talvez seja uma das mais belas provas de humanidade, é exatamente gratuita, nada se cobra, nada se paga, desde que seja com as pessoas certas, é para isso que servem os amigos. Alguns conhecem tão bem seus amigos que apenas de olhar, ou ouvir a voz no fone sabe que algo acontece.. Isso é envolvimento, é atenção, é complemento, como se fosse um belo e demorado abraço, daqueles que tudo podem..

Talvez numa destas esquinas, em determinada calçada, numa troca de olhar encontre outro oceano, não fique na beira, dê belo mergulho, atreva-se, esta é uma de minhas metáforas prediletas, tem muito subentendido, vôos alçados com asa plena, toda distendida, que pode nos levar além..

O Salto para o amanhã inicia exatamente assim.. Coragem!

Saúde e Sorte!

Ubuntu Somos Um Só!

Comentários