Velocidade X qualidade: a comparação necessária e atual
Sexta, 24 de Março de 2017

Ouvindo Roger Waters-The Pros and Cons of Hitch Hiking

Numa época líquida (do eterno Bauman) e instantânea, na qual a comunicação passa de estática para móvel e etérea, é necessário observar alguns fatos importantes.

É importante fazer falta e isso nada tem de saudosismo encruado, mas de cultivares de memória afetiva, coisas boas que se leva pra frente das dobras do tempo e espaço. É cheiro de café e bolo da vó, gosto, jeito e tempero de comida da mãe, e também do pai, o olhar e o sorriso franco de um velho amigo ou a cara de assustada de amigo quando você aparece e ajuda a resolver problema com aquela pergunta “como você sabe destas coisas?”. Somos cadeias de carbono (unidades de) recheadas de gostos, cores, alguns de nosotros tem recheio que transborda, ou quando apaixona, ou enfrenta situações diferentes, a perda de alguém próximo, um revés na vida profissional, em todos eles a essência fica à mostra, cada mão alçada em socorro, como quando acontecem coisas que não se explica apenas e justamente o necessário. Minha vó em sua imensa sabedoria e fé, sempre dizia, Deus provê. Minha mãe, em sua habitual concentração, faz prece pra este e aquele. A vida, quando você está com as mãos estendidas ou em concha, passa em câmera lenta, deixando observar o detalhe, que é onde o sagrado reside. Desta observação você percebe e entende que o desatino da correria não traz paz, do contrário, dali vem a ansiedade e é exatamente neste estado que deixamos de raciocinar. Os quereres são imediatos e urgentes, na verdade, não são de todo quereres, dali vem o reino de Narciso, da opulência, do sentir-se melhor que uns e outros. Não caia neste enredo, são assim que as vaidades colam na gente (por vezes sem percebermos) o tal de ego infla e justifica toda sorte de azares.

Madre Teresa, a de Calcutá, dizia: “Mãos que ajudam são mais santas do que lábios que oram”, numa análise profunda e rápida como o corte da bananeira que já deu cacho.

Observa no lento, curta o teu tempo, familiares e amigos, alegre-se com o sucesso e a felicidade deles, sem se importar se, em sua conta, existem ou não muitos algarismos.

Trabalhe e sue honestamente. Faça jus.

Caminhe observando o detalhe, faz toda diferença!

Comentários