Improvável e selvagem?!
Sexta, 24 de Janeiro de 2014

Perceber que aquilo que nos é vendido não está correto, serviços nem os sonhos de tanto comercial assim.. Assim.. É punk. Quando compramos uma passagem.. De qualquer coisa que se mova, uns bem rápidos e outros nem tanto, uns que pensam ser tão rápidos que param a cada placa de tubaína, só pra conferir se está gelada.. Gente de todos os tipos e formas, das moças lindas com vestidos floreados e modernos celulares, mesmo aqueles que inadvertidamente derrubamos por aí, na balada, num esbarrão ou por estar assim com a mente despreocupada.. Todos estes cenários percebi em viagens desde antes do final dos tempos, porque PELO AMOR DE DEUS o que está fazendo de calor.. Isso aqui está que parece o Senegal, se ao menos fosse como o Saara que à noite a temperatura baixa perto de 0°C, mas não, as paredes mantém a temperatura em seu interior, como se fossem braseiros, destes que temos na campanha.. Ver a lua e as estrelas, perceber o Cruzeiro do Sul, e outras constelações que aprendemos quando infantes, mostra que a teoria foi absorvida, e como a natureza rege tudo e por tanto devemos lhe dar o real valor e interesse, percebi que nossas matas estão mesmo desprotegidas, mesmo aqueles capões que existiam nos campos, desde os primórdios, quando ainda por aqui se caçava o gado. Imagino que este pessoal bacana que estuda e trabalha com Florestal perceba o perigo, temos que dar mais importância a isso, não se trata de cortar uma ou outra árvore, tem que se planejar para o futuro não sofrermos ainda mais com isso.. Você já percebeu quantas árvores existem em sua quadra? Dá uma boa olhada nisso.. Cimento e Asfalto são confortáveis, mas tudo tem limite..

Como diz um grande Irmão, ajuntamento de pessoas é bom, mas tem que ter civilidade e manter nossa natureza é imperioso, acho que já falei disto, mas em cerca de 3 km do centro da cidade, você percebe a queda nos termômetros, experimentem e percebam que isso faz TODA a diferença..  Mas a diferença quem faz são mesmo as pessoas. Cito um exemplo aqui de quem faleceu esta semana, o maestro italiano Claudio Abbado, que para dirigir o La Scala de Milão exigiu um “salário” de 90 mil árvores para deixar a cidade mais bonita. Pessoas assim realmente NÃO TEM PREÇO!

E você aí amigo.. Quantas árvores nasceram por tua mão em toda existência? Vamos fazer nossa parte?

Gestos e atos como o do italiano fazem realmente a diferença..

Saúde e sorte, para aqueles que fazem.. a diferença!

Comentários