Asas da águia!
Sexta, 28 de Fevereiro de 2014

Experimentem ler isso ao som de Lanterna dos Afogados (Paralamas do Sucesso)

Em tempos incertos como os que vivemos e morremos, numa injustificável luta por um sistema de comando, a velha encrenca no qual o mundo mergulhou, desde que descobriram a torre de babel.. Relapsos governantes que se consideram líderes.. Que pretensão.. Não serviriam nem para amarrar as botas de velhas lendas humanas.. Insistem em perpetuar lados, arestas e perfis que não se encaixam, não aprenderam nada, apenas a luta pelo poder, o mesmo poder que fascina e cega.. Para enxergar a luz meus caros, é necessária uma natural e perceptível mudança, envenenam nosso planeta, tirando a possibilidade de uma convivência perfeita, tudo em troca do que? Ilusões, coisas tangíveis apenas pelo alter ego inflado de uns pobres diabos, que pensam Deuses, não conhecem a cultura e não respeitam seus semelhantes, e quando se chega a esta constatação, bem aí é que ficamos furiosos, defender esta ou aquela bandeira de forma intransigente, cega e deturpada, que permite que sejam escravizados pelo simples fato de usarem a dominação que tanto pode ser da crença como da informação, vendendo verdades enlatadas fantasiadas de novas caras e velhas legendas, tem até umas peças que usam a fé para tanto, o que por si só já seria uma palhaçada, mas ainda assim temos irmãos que acreditam nessa ou naquela porcaria o que me deixa assim muito contrariado.. O que assistimos hoje em pleno século XXI na Venezuela, na Coreia do Norte, na Ucrânia e em outras partes do planetinha é de amargar. Na Coreia, por exemplo, famílias inteiras tiveram o dia do perdão, gente como Pai que não conhece filho de 60 anos, se encontram e trocam lágrimas e olhares imaginando cenas que não foram vistas, olhares e afagos, abraços ternos enfim, por uma diferença construída não por eles, mas por uma impura verdade construída de muitos ismos, que vergonha.. Vi um post no face um dia destes sobre um menino baleado comentando que iria contar tudo pra Deus o que os homens estavam fazendo aqui embaixo.. Aquilo me tocou profundamente, fiquei pensando nisso muito tempo, e, não encontrei uma só razão plausível que justificasse qualquer destes trágicos atos que são consumados por milícias, estruturas partidárias e outras células cancerosas que habitam mentes doentias e deliberadamente cruéis.

Quando temos pessoas humildes o suficiente para nos servir de exemplo, é antes de mais nada inteligente ouvirmos e entendermos o que eles produziram, temos muitos deles, basta saber escolher. 

Saúde e sorte, para aqueles que fazem.. A diferença! Ubuntu!

Comentários