Chocolate!
Sexta, 18 de Abril de 2014

Ao Som de Supertramp! - The Logical Song

Domingo há muitas luas.. Poderia ocorrer novamente?

Véspera de Lua Sangrenta, no meio do povo, na coreia, como chamaria o eterno Charuto, na companhia de um filho amado.

Durante o jogo os comentaristas de certa rede, que tem em patrões tricolores, a ordem expressa de serem cegos, surdos, ou no mínimo estrábicos, porque afirmavam e juravam de pés juntos que: Quem mais estocava era o time de azul.. Pobres diabos, ainda tem gente que acredita em comentários e no que eles dizem.. Tropa de mandaletes..

Da Minha parte, proferindo os mais altos impropérios, como convém à ocasião, vendo um TIC-TAC Nervioso, de um só lado, ouço e vejo na plateia a poucos corpos distante, cônsul co-irmão, proferindo o mantra como se suasse sangue, campeão, campeão, campeão, sem uma encrenca sequer na torcida, apenas no campo de batalha, os caras não entenderam de onde saiu tal determinação, o porquê nesta singela ocasião não houvera pênalti a seu favor, mas que se diga que tinha um bandeira, um deles, totalmente parcial, até houve sugestão durante o embate que o mesmo deveria empunhar a bandeira com as três cores de seu coração, nem isso adiantou, sem apelação os cinco gols feitos pelos rubros, até mesmo um contra, caia do outro lado pelo 12º ano subsequente o dito imortal, sem apelação, ao natural, poderia se apertassem um escore até mais dilatado, mas sabemos das coisas, e salto não é parte de nossa vestimenta, a humildade sim, aquele que faz substituir uma Bruja em campo, pelo singelo motivo que existia em campo alguns contrários com sangue nos olhos, por entradas violentas e em função de já estar amarelado o contrário voltou sem uma camisa, trocado por outra para reação, o que se viu? Apatia, e quando de outra substituição, veio à dica, entra e “tira” o cara de campo, na primeira entrada a ordem foi “quase” cumprida, mas Las Brujas Hay e vieram mais três gols, um deles ANTOLÓGICO, com um toque de gênio, tirou o arqueiro milagreiro do então imortal, do lance e, como um Merlin subjugou as redes contrárias outra vez. A Massa na arquibancada enlouquecida, embevecida, cantava e, pulava e, sorria.. Do outro lado choro e ranger de dentes. O Que dizer de mais este domingo outonal, com um sol tão lindo quanto o placar e a taça, nas mãos dos Guerreiros Vermelhos.. Mágico, Próprio da ocasião, final do período reflexivo da quaresma e véspera do Coelho.. Bendito Coelho e seus Chocolates..

Saúde e Sorte, Para aqueles que Fazem A Diferença!

Comentários