Nossa Principal Riqueza é Alegria
Sexta, 13 de Junho de 2014

“Ao Som do LP Alucinação – Belchior

Um pouco do sentimento de amizade verdadeira que encontramos pelo mundo, da forma mais improvável, lançamento de dados por quem habita o Monte de Valhala, nos dados coisas escritas, outras intuídas, como entender os encontros que são proporcionados neste mundo? Situações, que divididas nos tornam irmãos de Mães e Pais distintos, sob um mesmo link, em determinado momento, simplesmente acontece, você encontra alguém que te completa, nem falo de amor, porque a química é fundamental em qualquer situação, um colega de aula, alguém que se torna amigo em função de coisas que divide um time de futebol, música, projetos e ideais que somados resultam em ideias muito próximas, com se tais fossem.. Parece que você conhece a pessoa há trezentos ou mais anos, sabe pelo tom de voz ao fone que algo está errado, kizumba qualquer no ambiente profissional, escolar ou amoroso, o suficiente para que a única pessoa do mundo naquele instante que você poderia contar e dividir aquilo é aquele ser, este aí, o mesmo que você cruzou e fez amizade, e soube de fatos, visitou a casa, conheceu família, dividiu segredos e observou como os seus toques e tratos são próximos, não importa a cor de seu cabelo, nem se tem ou não, você percebe que são outros caminhos que trilharam, nem sabe quando foi isso, se nas cruzadas, ou soltando bruxas das fogueiras, se atirando frutas e legumes podres em algum político vilão, se foi numa pichação na calçada da amada, ou se numa pescaria ao ter o barco abandonado e ao Léo permanecer uma noite inteira, os sobressaltos, ruídos externos e internos que nos deixam em sobressalto.. 

Nestes momentos não sabemos divisar exatamente se os barulhos externos ou os internos são os mais loucos, se teu uivo para a lua fará o efeito pretendido ou apenas vai eriçar ainda mais os pelos.. Dia desses ouvi algo, não acreditei, desabei e depois foi caindo a ficha, ao ouvir a entrevista de meu amigo numa rádio da capital na qual entre forte comoção suspirava e exalava toda dor da perda de um amigo de um irmão, quando isso acontece lembro que o que pode nos ser mais caro? O que temos de mais raro? Os bons momentos, as gargalhadas, o riso fácil e aqueles olhares impagáveis que transmitem ao redor de uma mesa e de copos, das frases antológicas e dos EU TE AMO que não tivemos o tempo suficiente de dizer.. É realmente nossa principal riqueza é a alegria!

Saúde e Sorte! Para Quem Faz.. a diferença! 

Comentários