Rubinho Campeão
Sexta, 05 de Dezembro de 2014

Sempre defendi a ideia de que no automobilismo, e em vários outros esportes, o campeão não é somente aquele que chega em primeiro lugar, mas sim aquele que tem a coragem e garra de sentar no seu carro, ir para a pista, e dar o melhor de si, e as vezes, tendo como consequência disso tudo, o primeiro lugar.

Trago aqui o exemplo do nosso piloto brasileiro, Rubens Barichello, alvo de criticas da imprensa, e muitos torcedores, mas que após 23 anos, encerrou seu jejum sem títulos no automobilismo, e com um terceiro lugar, garantiu o título de campeão na Stock Car, uma das principais categorias do automobilismo nacional.

Para confirmar o primeiro lugar, Barrichello precisava garantir o quarto lugar na decisão em Curitiba. O piloto de 42 anos largou na pole, mas foi pego de surpresa por uma poça de óleo e foi para a quarta colocação. Na parada dos boxes, recuperou uma posição e se manteve em terceiro até o fim, garantindo o título de campeão pela equipe Full Time. Átila Abreu, concorrente direto ao título, acabou vencendo a corrida, mas terá de se contentar com o vice-campeonato da categoria, pela equipe AMG. 

O Currículo de respeito

Após vencer a Fórmula 3 inglesa em 1991, aos 18 anos, Barrichello passou pela Fórmula 3000, antes de estrear na Fórmula 1 em 1993, pela Jordan. Em 2000, o piloto foi contratado pela Ferrari, onde ficou até 2005. Pela escuderia italiana, venceu nove GP's e foi vice-campeão mundial por duas vezes, sempre à sombra do alemão Michael Schumacher.

Após passagens pela Honda e Brawn GP, Rubinho assinou com a inglesa Williams em 2010 e por lá ficou até se despedir da Fórmula 1, em 2011. Já em 2012 teve uma rápida passagem pela Fórmula Indy, antes de fechar, no mesmo ano, com a Full Time para a disputa da Stock Car. 

 

Hoje o Sol não brilhou…

Os pássaros não cantaram…

Os risos se calaram…

E as lágrimas rolaram em meu rosto…

Meu coração sofre em silêncio…

Hoje eu queria que essa verdade, fosse mentira, que fosse um pesadelo e que ao acordar encontraria o meu mundo normal.

Queria ter tido mais tempo para demonstrar os meus sentimentos por você.

Mas o Céu hoje recebeu um Anjo, você, Marilia, que ficará em nossas memórias e em nossos corações, para sempre, e nunca se apagará seu lindo sorriso, o grande caráter, a amiga e parceira que foi.

Zeca, Tânia, Marcelo e toda a Família, muita força para vocês.

#Marilia

Comentários