Passando pelos Andes, Dakar inicia temporada do automobilismo em 2015
Sexta, 09 de Janeiro de 2015

Rally Dakar deixou a sua origem Africana para rumar à América do Sul, longe portanto do figurino que a tornou célebre por Thierry Sabine e do seu nome, Paris – Dakar.

Agora na América do Sul, o Rally Dakar 2015 vai começou Domingo (04/01) na cidade de Buenos Aires, Argentina, e terminará no dia 17 no mesmo local depois de visitar o Chile e a Bolívia num percurso com 9.200 quilômetros.

A prova tem a participação de Automóveis, Caminhões e Motos, onde 4.600 quilômetros do percurso serão cronometrados, embora não sejam iguais para todas as categorias.

Com um total de 665 inscritos oriundos de 53 países nas três categorias, o Dakar continua a ser uma prova “Rainha” entre as competições de todo o terreno.

 

História:

O Dakar carrega o nome de suas primeiras edições: o então chamado Paris-Dakar era disputado entre a capital francesa e Dakar, capital do Senegal. O grande desafio da prova era a travessia do deserto do Saara, mas a instabilidade política no Mali e na Mauritânia fez com que o traçado sofresse algumas alterações e até mesmo cancelamentos do rali. Em 2009, foi decidida a mudança para a América do Sul, onde as dificuldades mudaram.

Se antes havia o Saara, agora é a vez da Patagônia e do Atacama, com a corrida mantendo o charme para seus competidores.

 

 

Brasileiros:

Os brasileiros, no entanto, terão apenas cinco inscritos. O mais experiente deles está nas motos: Jean Azevedo. Ele já esteve no Dakar 16 vezes, tendo disputado a competição também com carros no passado. Nos carros, a dupla formada por Guilherme Spinelli e Youssef Haddad é a mais rodada – Guiga fará sua sétima participação no rali. O brasileiro revelou preocupação especial com a disputa da etapa maratona em que os competidores não podem ter apoio mecânico de suas equipes, que abrange o 10º e 11º dias, entre as cidades de Calama, no Chile, e Termas Rio Hondo, na Argentina.

 

Abraço e até a próxima!

Comentários