Jackie Stewart: um dos idealizadores da segurança para os pilotos
Sexta, 13 de Fevereiro de 2015

John Young Stewart, mais conhecido por Jackie Stewart, nasceu em uma família ligada à velocidade, em 11 de junho de 1939, na cidade escocesa de Milton. Atualmente é comentarista de provas de Fórmula 1.
    Seu pai foi piloto amador de motos e seu irmão de automóveis. Além disso, a família comercializava carros da Jaguar, e Jackie trabalhava como aprendiz de mecânico na empresa familiar. Apesar da ligação com  o automobilismo, a família Stewart não via com bons olhos a paixão de Jackie pelas corridas, por conta de um acidente sofrido pelo irmão Jimmy em Le Mans, na França.
Isso levou Jackie a buscar uma outra modalidade esportiva: o tiro esportivo, e ele quase chegou a disputar os Jogos Olímpicos de Roma, em 1960, mas o “que corria em suas veias” era a paixão pelos carros, e esse sonho não conseguiu adormecer no coração do jovem escocês. A partir de 1962 ele começou a se destacar em corridas na Grã Bretanha, em diversas categorias, seu desempenho chamou a atenção de alguns nomes fortes ligados à Fórmula 1, como Ken Tyrrell (fundador da famosa equipe Tyrrell da Fórmula 1).
Tyrrell foi o primeiro a lhe oferecer uma oportunidade em um teste com um Fórmula 3, do qual participou também Bruce McLaren e Stewart obteve um tempo melhor. A parceria com Ken Tyrrell estava apenas começando, primeiro pela Fórmula 3, onde logo em sua primeira prova, em 1964, venceu com uma vantagem de mais de 20 segundos sobre o segundo colocado e ficou com o título daquele ano.
Em 1965 estreou na Fórmula 1 com um BRM da equipe Owen Racing e terminou sua prova de estreia em sexto lugar, marcando seu primeiro ponto, na África do Sul. Seu desempenho em seu primeiro ano na Fórmula 1 foi impressionante, subindo ao pódio nas três provas seguintes (Mônaco, Bélgica e França) e conquistando sua primeira vitória em sua oitava corrida, no tradicional circuito de Monza, na Itália.
 Em 1966 se envolveu em um grave acidente no Grande Prêmio da Bélgica, em Spa-Francorchamps, quando seu carro rodou e caiu em uma vala e o piloto ficou preso nas ferragens com seu macacão encharcado de gasolina, sendo socorrido pelos pilotos Graham Hill e Bob Bondurant.
O acidente foi um divisor de águas tanto para Stewart quanto para a própria Fórmula 1, uma vez que ele começou uma luta para melhorar a segurança dos pilotos, idealizando o uso do capacete totalmente fechado e as roupas anti-chamas.

Abraço e até a próxima!

Comentários