Piquet
Sexta, 20 de Fevereiro de 2015

Piquet nasceu no Rio de Janeiro e viveu grande parte de sua infância e juventude em Brasília, filho do médico pernambucano, Estácio Gonçalves Souto Maior, ex-ministro da Saúde, que não aprovava sua carreira automobilística; por isso, Nelson usava o nome de solteira de sua mãe, a dona de casa pernambucana, Clotilde Piquet, escrito erroneamente como "Piket" no início da carreira, para esconder sua identidade.

O pai gostaria que o filho fosse tenista profissional, tendo inclusive o presenteado com uma bolsa numa escola em Atlanta, nos Estados Unidos. Nelson chegou a ser premiado como um bom tenista, mas quando o que “corre nas veias, é gasolina”, não tem jeito... Piquet começou a carreira no kart aos 14 anos onde foi campeão brasileiro em 1971 e 1972. No ano seguinte tentou a sorte na Europa, seguindo o caminho aberto por Emerson Fittipaldi, participando de algumas das provas do Campeonato Europeu de Fórmula 3.

Em 1978, na Fórmula 3 inglesa, sagrou-se campeão e quebrou o recorde de Jackie Stewart de maior número de vitórias numa temporada. Sua estreia na Fórmula 1 aconteceu em um teste oferecido pela já extinta equipe BS Fabrications, de Bob Sparshott, que tinha um McLaren M23. Pouco tempo depois, ainda em 1978, Piquet estreou de fato em uma corrida, o Grande Prêmio da Alemanha, com um carro alugado da equipe Ensign. Neste ano, disputaria outros três GPs com o McLaren da BS Fabrications.

De toda forma, o brasileiro já era visto por muitos como uma promessa, sua aparição meteórica rendeu elogios e uma profecia certeira do chefe de equipe da BS Fabrications, David Simms, em 1981veio seu primeiro título mundial, após uma intensa batalha contra o argentino Carlos Reutemann da Williams.

Em 1992, Piquet começou a entrar em entendimentos com a Ferrari para voltar à Fórmula 1 na temporada do ano seguinte. Piquet era um antigo sonho da scuderia italiana, mas ambos acabaram não se acertando, principalmente devido aos altos valores pedidos pelo piloto. 

Desde então, Piquet corre apenas por prazer em eventos como as 24 Horas de Le Mans e as 24 Horas de Spa-Francorchamps, e em provas de Turismo como a Mil Milhas Brasileiras, que venceu duas vezes.

Comentários