SIMONA DE SILVESTRO
Sexta, 27 de Novembro de 2015

Simona cresceu numa casinha nos Alpes da Suíça, na cidade de Thun, onde vinha sido treinada desde cedo pelo seu pai pra ser cozinheira do seu restaurante, especializado em Fondue. Ela já estava aprendendo a diferenciar chocolates e queijos por tipo, quando olhos normais não conseguiriam, e, com certeza seria a melhor naquilo que fazia.

Mas tudo mudou quando, na escola, participou de um Amigo Oculto e quem a sorteou lhe deu um Kart. Ela estranhou aquilo, não sabia o que era e qual a sua utilidade. Aprendeu tudo e gostou daquilo. Por serem crianças, não tinham questão de nada que acontecia no mundo, o que ferrou com ela no futuro. Após um tempo, ela já estava veloz e gostando daquilo, mas como era criança, noção zero: o Automobilismo era proibido no país, já que queriam aumentar muito a expectativa de vida por lá e o esporte era uma pedra no sapato; assim que descobrissem indício de corrida acontecendo, mandavam unidades de busca pra apreensão e destruição dos carros, karts, carrinhos de mão e qualquer coisa que tenha rodas e que estetivesse competindo numa disputa. Enquanto Simona corria no estacionamento do restaurante do pai, um caminhão preto tocando “Seek and Destroy” no último volume para no restaurante e uns 3 homens de preto a arrancam do kart, o apreendem e o destroem e saem logo em seguida. Triste com aquilo, triste por saber que tinha uma paixão proibida tão cedo, achava que o seu futuro se resumia a fazer fondue nos Alpes. Um dia, um garoto chamado Romain Grosjean comeu lá, gostou e pediu ao pai da garota uma chance pra conhecê-la. Após um tempinho, descobriram das tentativas frustradas deles de serem pilotos. Romain contou que havia um pequeno grupo de resistência, que lutava pelos direitos dos futuros pilotos na marra, tocando o terror e acabando com a calma da Suíça, e lhe apresentou outros adeptos, que só queriam poder correr. Depois de muitos anos sem sucesso e com as ruas destruídas, resolvem deixar de ser burros e se exilam nos países vizinhos pra realizarem seus sonhos e incentivarem futuras gerações a promoverem a revolta. Simona resolveu ir à França com o Romain, então arranjou uma vaga numa equipe em um campeonato francês de base, onde não fez muita coisa na pista, e o chefe de equipe lhe falou que estava no lugar errado, e devia ir para os Estados Unidos, então ela embarca no primeiro avião com destino a Las Vegas, e por lá fica o primeiro ano no Hotel mais barato que encontrou.

Com o apoio dos cassinos locais, conseguiu assinar um contrato pra correr na Fórmula BMW, onde o jogo virou de vez, É muito mais fácil pra uma mulher pilotar lá porque quase não pilotam virando pra direita, não existia confusão por lá, isso sem falar na facilidade de ganhar dinheiro, e junto com os salários e a grana dos patrocinadores, ganhava um extra pra estar na capa das revistas, tendo posado inclusive na revista Playboy. Toda sua dedicação e esforço foram para realizar seu sonho no automobilismo.

Abraço e até a próxima!

Comentários