O mais velho da Fórmula 1
Sexta, 05 de Fevereiro de 2016

Ainda adolescente, Louis Alexandre Chiron interessava-se por carros e corridas. Mais tarde, durante o período de guerras, foi um importante piloto na era das corridas de Grandes Prêmios, antecedentes da Fórmula 1. Começou a correr aos 24 anos, época em que participava de provas de subida em montanha numa Bugatti, equipe para a qual passou a correr em 1926.

Disputou a primeira corrida do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1950 e, ao se despedir em casa, aos 58 anos, no Grande Prêmio de Mônaco de 1958, tornou-se o mais velho piloto a entrar em um GP na principal categoria do automobilismo mundial. Antes, já havia se tornado o mais velho a largar, quando o fez no Grande Prêmio de Mônaco de 1955 (tinha 55 anos e 292 dias), recorde que permanece até os dias atuais e que dificilmente será quebrado.

Homenagem:

A Bugatti divulgou oficialmente a notícia que muitos especialistas e apaixonados por automóveis já imaginavam: o veículo que irá substituir o lendário Veyron será batizado com o nome de Chiron e a apresentação dele ao público ocorrerá no Salão de Genebra, evento que ocorrerá na Suíça no mês de março de 2016.

O nome de batismo desse veículo já estava sendo divulgado pela mídia internacional há alguns meses, a origem deste nome é uma homenagem Louis Chiron,. Segundo a fabricante, a homenagem é mais do que merecida, haja vista que Louis, na sua época, foi o melhor piloto, bem como ao fato de não haver nenhum outro profissional que marcou a trajetória da Bugatti.

Antes mesmo de ser lançado, esse veículo já é um sucesso, pois já foram feitas nada mais nada menos que 100 encomendas. O Chiron está sendo divulgado pela empresa como o superesportivo mais rápido, mais potente, luxuoso e exclusivo produzido até hoje.

O Chiron será fabricado com unidades limitadas, sendo que em princípio a fabricante deve disponibilizar para o mercado apenas 500 unidades, quantitativo este que já se encontra incluso o Chiron Targa, que é outra versão deste veículo que deverá ser lançada no ano de 2018.

Abraço e até a próxima!

Comentários