As Inovações que mudaram o mundo o mundo 3
Sexta, 29 de Novembro de 2013

Nesta edição, estimados leitores, estamos trazendo a contribuição da domesticação dos cavalos, dos transistores e da imprensa, enquanto destaques importantes nas transformações que vêm ocorrendo ao longo da nossa história evolutiva.

A domesticação de cavalos – Os cavalos, a partir da respectiva domesticação, cerca de 5500 anos, estiveram diretamente ligados ao desenvolvimento humano, utilizados para viagens a longas distâncias integrando culturas diferentes e possibilitando o comércio e trocas de conhecimento e tecnologias. Além do auxílio na agricultura e transporte de cargas, os cavalos mudaram a natureza das guerras. As sociedades que dominaram o uso da cavalaria normalmente eram bem-sucedidas nas batalhas.

Transistores – Um componente essencial nos dispositivos eletrônicos modernos, que possibilitou a manipulação do fluxo de corrente elétrica devido à propriedade semicondutora. Desenvolvidos pela Bell Laboratories em 1947, estes dispositivos foram os precursores da eletrônica, que pouco mais tarde inúmeros destes componentes foram agrupados num único circuito integrado. A quantidade de transistores dentro de um circuito integrado dobra a cada dois anos de acordo com a Lei de Moore, fenômeno descrito pelo presidente da Intel em 1965. Graças a este invento que conhecemos os dispositivos eletrônicos atuais, como telefones celulares, computadores e todo tipo de equipamento eletrônico.

Imprensa – Assim como Mark Twain definiu: “O que o mundo é hoje, bom ou mau, isto se deve a Gutenberg”. A precursora da internet, em se tratando de disseminar e democratizar o conhecimento, a máquina de Johannes Gutenberg desenvolvida em 1440, em Mainz na Alemanha, melhorou as prensas utilizadas na confecção de moldes de chumbo, permitindo a produção rápida de peças deste material. Com este método de cópia de livros foi possível produzir cerca de 3600 páginas por dia. Desde então, estas máquinas possibilitaram que os livros fossem mais acessíveis às classes mais baixas, bem como fizeram parte de grandes revoluções religiosas e de pensamento. A divulgação dos pensamentos do Iluminismo, por exemplo, foi facilitada e as novas ideias controversas à época propagadas. Em 1518, seguidores do monge alemão Martinho Lutero usaram a imprensa para copiar e divulgar “As Noventa e Cinco Teses”, dando início a Reforma Protestante.

Amigo leitor, o 5° Jantar Africano realizado no dia 23 deste mês de novembro pela Associação Cultural ATENA de Frederico Westphalen foi um sucesso graças a sua participação. Muito obrigado e até a próxima edição.

Comentários