26 DE JULHO - DIA DA INDEPENDÊNCIA DA LIBERIA
Sexta, 24 de Julho de 2015

Prezados leitores, a República da Libéria proclamou a sua independência em 26 de julho de 1847, sendo a única nação africana além da Etiópia que não foi colonizada pelos europeus e primeira república presidencialista do continente, fundada por ex-escravos africanos dos Estados Unidos. Viemos aqui comemorar a data juntos de vocês e fazer conhecer mais um marco da história dos povos africanos.
A Libéria é um pequeno país localizado na África Ocidental, com uma superfície de 111.369 km², um pouco maior que o estado de Pernambuco, fazendo fronteiras com a Guiné ao norte, a Serra Leoa a noroeste e Costa do Marfim a leste e o seu litoral é banhado pelo Oceano Atlântico. Entre os europeus, os portugueses foram os primeiros a manter relações comerciais com os povos da região a partir de 1461, definindo-a como a região de Costa da Pimenta pela abundância de “grãos do paraíso”, como eram apelidadas as sementes de pimenta malagueta muito famosa na Europa por ser uma espécie rara com alta demanda. Em 1663 chegam os britânicos e logo depois os holandeses. Nos séculos XVI e XVII, os impérios coloniais que se formavam no continente africano, sobretudo da França e da Inglaterra tentam anexar a Libéria sem sucesso.
No ano de 1816 é criada, nos Estados Unidos, a Sociedade Americana de Colonização, a fim de enviar escravos libertados de volta à África. Assim, a “terra da liberdade”, Libéria em latim, é fundada pelos escravos libertos nos Estados Unidos num grupo inicial de 86 imigrantes, chamados "Américo - liberianos", que estabeleceu um assentamento em Christopolis, hoje Monróvia a 06 de fevereiro de 1820. Nos anos seguintes milhares de escravos libertos chegam, levando à formação de mais e mais assentamentos.
Em 1847, Joseph Jenkins Robert, governador da comunidade de negros americanos na Libéria, nascido na Virgínia, de antepassados mestiços, proclama em 26 de julho a independência da República e tornando-se seu primeiro presidente. O estilo de governo e constituição foram modelados na dos Estados Unidos, entretanto, a elite Américo – liberiana, monopolizara o poder, restringindo os direitos da população indígena, provocando muitos conflitos nos anos 80 e 90, pela democracia e o fim do domínio e do monopólio do poder.
O reconhecimento da independência da Libéria pelos países mais importantes da época ocorreu entre 1848 e 1862: Grã-Bretanha em 1848, França em 1852 e Estados Unidos em 1862. Em Dezembro de 1960, a Libéria tornou-se membro do Conselho de Segurança da ONU e em 1963 o país aderiu à Organização da Unidade Africana. As eleições presidenciais e legislativas de 2005 tornaram a Ellen Johnson Sirleaf, a primeira presidenta eleita democraticamente na África. Sendo reeleita em 2011 para segundo mandato que teve início em 2012.

Comentários