27 de abril- Dia da Independência da República da Serra Leoa
Sexta, 29 de Abril de 2016

Prezados leitores, nesta semana estamos a trazer um pouco do histórico do processo da reconquista da independência do povo da República da Serra Leoa.

Este pequeno país da África ocidental, com 71.740 km², um pouco maior que os Estados de Espírito Santo e Alagoas combinados, faz fronteiras com a Guiné ao norte e nordeste, e com a Libéria a sudeste, tendo o seu litoral sido banhado pelo Oceano Atlântico. A sua população é estimada no ano de 2014 em 6.205.000 habitantes, composta por aproximadamente 16 grupos étnicos, cada uma com a sua própria língua, sendo os Temne e os Mende os maiores grupos.

O país abriga a universidade mais antiga da África Ocidental Britânica, a Fourah Bay College, fundada em 1827, além de possuir o terceiro maior porto natural do mundo. O nome do país, Serra Leoa, foi dado pelo navegador português Pedro de Sintra porque a serra que ele avistou do mar parecia uma leoa e os trovões em época de chuva lembravam o seu rugido. Antes de ser colonizada pelos europeus, a região fazia parte do grande Império do Mali, que floresceu entre os séculos 13 e 15.

Foi uma das primeiras regiões da costa ocidental do continente a ter contato com os europeus, em 1460, quando o navegador português Pedro de Sintra passou pela região. Por volta de 1495, comerciantes portugueses se estabelecem no Porto Freetown, seguidos pelos holandeses e pelos franceses, desenvolvendo sobretudo o comércio da escravatura. A partir de 1562, comerciantes ingleses se juntam aos demais na prática deste comércio de seres humanos, para os seus países de origem e para as colônias, sobretudo da América.

Após a proibição do comércio de escravos pelo Reino Unido, os britânicos ajudam, em 1787, 400 escravos libertos dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha a se estabelecerem no que eles chamavam de “Província da Liberdade” (Province of freedom), que depois foi denominado por Freetown (cidade livre), posteriormente reconhecida como colônia da Grã-Bretanha em 1792. Salienta-se que cerca de 2% da população serra-leonense é composta pelos “Krio”, descendentes de escravos libertos. É de salientar igualmente que a cidade de Freetown atual capital da Serra Leoa, sérvio, no início do século 19, como residência do governador britânico das colônias inglesas da parte ocidental da África.

Finalmente, no dia 27 de abril de 1961, o país conquista a sua independência, com Milton Margai como primeiro ministro. No entanto, os colonizadores ingleses insistiam em manter sua hegemonia no país, provocando variados conflitos internos, com golpes e contra golpes, e a conquista efetiva da independência só é conseguida e proclamada em 19 de abril de 1971, por Siaka Stevens do Congresso de Todos os Povos (APC), declarando o país República da Serra Leoa.

Comentários