6ª edição do Festival Cultural Atena, de Frederico Westphalen
Sexta, 17 de Junho de 2016

Prezados leitores, em virtude da aproximação do 6º Festival Cultural da Associação Atena de Frederico Westphalen, que será realizado no dia 18 de junho, na Escola Estadual Cardeal Roncalli, estamos a trazer aqui algumas definições sobre a importância desse tipo de evento.

Uma festa ou festival, para muitas religiões, é uma série de celebrações em honra a Deus ou aos deuses, tendo um sentido de pertinência de grupos religiosos, sociais, geográficos, entre outros. Em tempos mais antigos, os festivais eram momentos em que os idosos compartilhavam os conhecimentos tradicionais, as histórias antigas do grupo social, transferindo, dessa forma, seus conhecimentos para a jovem geração.

Na atualidade, existem variados tipos de festivais no mundo, destinados a satisfazer necessidades específicas, bem como a fornecer entretenimento, concentrando-se em tópicos culturais, religiosos ou étnicos, visando informar a sociedade das suas tradições. Algumas instituições também comemoram seu próprio festival para marcar ocasiões importantes da sua história, podendo ser no dia em que essas foram fundadas e com a opção de haver celebração anualmente ou de forma periódica.

Em relação à cultura, podemos defini-la como sendo todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano, não somente familiares, como também por fazer parte de uma sociedade da qual é membro. Segundo Jonathan H. Turner, “cultura é um sistema de símbolos que uma população cria e usa para organizar-se, facilitar a interação e para regular o pensamento”. A cultura é um conceito que está sempre em desenvolvimento, pois com o passar do tempo ela é influenciada por novas maneiras de pensar inerentes ao desenvolvimento do ser humano.

Como reflexão, temos cultura e desenvolvimento comentados por David Simões: “Entendida em sua forma mais abrangente, a cultura é conhecimento e prática, forma de explicar e intervir na realidade, portanto instrumento de provimento e de resolução de problemas da humanidade”. Ainda sob este conceito, não se pode separar cultura e desenvolvimento, cultura e subsistência humana. Não há ser humano sem cultura. Mesmo entretendo a fina distinção entre os modos de intervenção e de representação da realidade, ainda assim, não se pode desconsiderar a necessidade humana de materializar cultura.

Assim sendo, a Associação Cultural Atena, enquanto entidade que prima pela promoção das manifestações culturais em nossa cidade e região, convida você, sua família e todos para participarem da sexta edição do seu Festival Cultural. Trata-se de uma oportunidade singular, um dia especial para conferir os jovens talentos, a garantia da manutenção e desenvolvimento de nossa cultura gaúcha e brasileira.

Comentários