Trajetória Histórica do Campeonato Mundial de Futebol
Sexta, 11 de Julho de 2014

As Copas de 1950 e de 1954

Estimados leitores, vamos seguir com a descrição resumida das copas ou campeonatos mundias já realizadas pela FIFA trazendo neste momento, o histórico das copas de 1950 e a de 1954. 

Seguindo a ideia de se realizar a Copa em cada quatro anos, em 1939, as federações da Alemanha, Argentina e Brasil se ofereceram para sediar a Copa de 1942 e, enquanto o presidente da entidade, o francês Jules Rimet, averiguava os projetos de cada país, eclodia a Segunda Guerra Mundial com o ataque das tropas alemães à Polônia. Com isso foram interrompidos os preparativos antes mesmo da escolha do país anfitrião. Com isso, o Mundial não aconteceu tanto em 1942 como em 1946.

Entretanto, no congresso da FIFA realizado em 25 de julho de 1946 na cidade de Luxemburgo foi decidido que a quarta Copa do Mundo, em 1950, seria realizada no Brasil. Na última fase desta Copa, disputariam o título Brasil, Espanha, Suécia e Uruguai, que venceram seus grupos na primeira fase. Os brasileiros começaram a fase bem, goleando a Suécia por 7 a 1 e a Espanha por 6 a 1. Seu último adversário foi o Uruguai, que havia empatado com a Espanha e ganho da Suécia. As duas equipes se enfrentaram no Maracanã em 16 de julho de 1950, frente a quase 200.000 pessoas.

O Brasil precisava apenas de um empate, enquanto o Uruguai precisava vencer para ser declarado o vencedor da competição. A defesa uruguaia conteve a ofensiva brasileira que já havia marcado treze gols na fase final e o placar ficou 0 a 0 no primeiro tempo. No início do segundo período, o Brasil marcou com Friaça. Aos 21 minutos, Juan Alberto Schiaffino empatou para o Uruguai e aos 34, Alcides Ghiggia virou o jogo para a Celeste Olímpica. O Brasil perdeu a Copa do Mundo em casa, na maior decepção da história do futebol brasileiro. A equipe uruguaia seria campeã do mundo pela segunda vez.

A edição de 1954 do Mundial foi realizada na Suila. Nas semifinais, a Alemanha Ocidental derrotou a Áustria de goleada por 6 a 1 e a Hungria, favorita da competição, eliminou o Uruguai, atual campeão, por 4 a 2 na prorrogação, pois o jogo nos 90 minutos havia acabado 2 a 2. A decisão aconteceu em 4 de julho de 1954, em Berna. O Time de Ouro como era conhecida a equipe da Hungria, começou a final de forma sensacional, com Ferenc Puskas e Zoltán Czibor, abrindo o placar aos 6 e aos 8 minutos do primeiro tempo, respectivamente e a Alemanha Ocidental reagindo imediatamente, com Max Morlock aos 10 e Helmut Rahn aos 18 minutos, empatando o jogo ainda na primeira etapa. Num segundo tempo muito disputado, Helmut Rahn marcou o gol decisivo para os alemães-ocidentais, que venceram a final por 3 a 2, num jogo que ficou conhecido como o Milagre de Berna. 

Comentários