Teremos recesso?
Sexta, 04 de Dezembro de 2015

O deputado Jardel tem uma doença: é dependente químico. O PSD (sobretudo Danrlei) errou quando tentou ajudar o ex-centroavante, dando a ele um mandato. Ter colocado pessoas de sua confiança para amparar o deputado estadual fez com que Jardel demitisse todo mundo. Posteriormente, contratou pessoas nem tão boas assim. O PSD não assume, mas vê com bons olhos a troca daquele que consideram uma “bomba” por alguém mais disciplinado.

Jardel errou feio, tem que pagar por isso e merece ser cassado. Mas o que o Ministério Público fez também tem que ser questionado. Permitir a exposição de Jardel para as lentes da RBS (e somente para ela) com o repórter Giovani Grizzotti fazendo as perguntas com a porta do apartamento aberta é uma exposição muito forte para quem ainda não foi condenado. A espetacularização que o MP promove em suas operações já virou assunto para comissões de Direitos Humanos. A Justiça também se meteu na competência do Legislativo ao determinar o afastamento de Jardel. Nem o senador Delcídio Amaral foi suspenso, mesmo estando na cadeia. Prova disso é que o TJ recuou e retirou o afastamento.

***

Ainda não estou convencido de que o impeachment deve se consumar. E, se pensar que Michel Temer ficaria em seu lugar, aí sim, sou completamente contra a saída da presidente. Contudo, sim, houve alguns problemas que precisam ser esclarecidos. É uma boa hora para se debater alguns tipos de atos administrativos. E o resultado do processo, seja qual for, pode trazer um pouco mais de estabilidade institucional. Se tem algo positivo no fato é a postura dos deputados petistas que não aceitaram a chantagem de ter que salvar a pele do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, em troca do arquivamento do impeachment. Cunha comprova, com seu ato de vingança, que é parte do que a política nacional tem de mais podre.

A questão que fica, nestes dois casos, é: como vão andar os processos em período de final de ano e de recesso parlamentar? Vão acelerar e fazer tudo nas coxas, ou devemos esperar desfechos só quando o carnaval acabar?

Comentários