Existem pessoas que escolhem a profissão e outras que são escolhidas por elas, sempre que me lembro da origem desta escolha e do caminho trilhado vem na cabeça a frase célebre de Confúcio: “Escolha um trabalho que ame e não terá que trabalhar um único dia de sua vida”.

Essa data está relacionada com a Lei Federal nº 9.696 de 1º de setembro de 1998 que regulamentou a profissão e criou os Conselhos Federais e Estaduais. Ela possui uma enorme área de atuação, e todas elas ligadas a promoção da saúde (física e mental) e o aumento da qualidade de vida.

Num momento delicado em que vive a sociedade mundial, com um enorme sedentarismo e suas consequências na saúde física e mental a Educação Física é uma arma importante para combater todos esses males.

As síndromes metabólicas e alguns transtornos mentais poderiam ser minimizados e eliminados com a prática de atividades físicas, além de atuar no organismo de uma forma mais ampla do que um medicamento específico. Tomar algo para hipertensão atuará nisso especificamente, enquanto que a atividade física pode amenizar este problema, além disso, melhorar outros aspectos como: ganhos de força, emagrecimento, questões estéticas, melhora da saúde geral, além de diminuir o stress e aumentar a autoestima.

Vivemos atualmente num mundo de muita informação, porém, com pouco aprofundamento e estudo sobre os assuntos. Além disso, em tudo se busca um imediatismo enorme, queremos soluções mágicas para solucionar problemas que precisam ter uma constância maior e as atividades físicas também sofrem com isso.

Buscam-se soluções rápidas no lugar de soluções efetivas e duradoras, um produto inovador é melhor que uma atividade saudável (mesmo que os resultados demonstrem o contrário a curto e médio prazo), uma nova moda sem comprovação científica atrai muito mais pessoas que atividades com ampla comprovação.

Nossas crianças atualmente já apresentam muitas síndromes metabólicas e doenças associadas e que antigamente ocorriam em pessoas de mais idade (diabetes, hipertensão, obesidade, etc.). Os principais fatores para isso estão associados a má alimentação e ao sedentarismo, problemas que seriam solucionados com o hábito de praticar alguma atividade física e uma alimentação mais equilibrada.

Hoje nos exercitamos muito menos que antes e os resultados negativos já estão visíveis. Aí entra cada vez mais o papel da Educação Física e todas suas manifestações na busca de educar, desenvolver e criar melhores pessoas e cidadãos, além de promover a saúde e melhorar a qualidade de vida.

A Educação Física e a prática de atividades físicas hoje são opções, mas na frente podem ser as soluções necessárias para minimizar os efeitos maléficos de uma saúde debilitada pelo sedentarismo e todos os problemas associados.

Abraço !!!!