Ouvindo Blowing in the Wind- Bob, o Dylan.

O Paraquedas é um invento que permeou a história da humanidade desde 2000 anos, na China, passando por Da Vinci em 1485, de seda na segunda guerra e nas subsequentes. Foi inventado por um Francês em 1785 Jean-Pierre Blanchard.

O Paraquedas é um produto de intrincada tecnologia, tem que ser muito bem elaborado, pois seu uso se dá em ambiente hostil e normalmente de alto risco;

Li há muitas luas, a estória de um Piloto de Caça Americano, que voou na Guerra do Vietnam, Charles Plumb. Lembro que aquele embate se deu com o uso de porta-aviões.

Um Piloto de Caça, por sua habilidade e audácia, tem um comportamento dito (de nariz em pé), muitos são até pedantes com outros membros de patentes inferiores.

Plumb depois de muitas missões bem-sucedidas, teve seu avião abatido por um míssil e, precisou do paraquedas, foi capturado pelo inimigo e ficou preso por seis anos numa prisão vietnamita.

Passados muitos anos, Plumb estava num restaurante e foi saudado por um desconhecido:

-Ei, você é Charles Plumb, não? Era piloto no Vietnam, foi atingido e teve que saltar de paraquedas?

-Sim, mas como sabe? Perguntou Charles.

-Fui Eu quem dobrou seu paraquedas. Parece que funcionou bem não é verdade?

Plumb ficou muito surpreso.

-Claro que funcionou, caso contrário eu não estaria aqui hoje, Muito Obrigado!

Depois de um tempo Charles fez um exame de consciência.  Quantas vezes eu passei por este homem no porta-aviões e nunca lhe disse um simples bom dia. Pensou também que este marinheiro sempre fez seu trabalho humildemente e o Piloto na sua arrogância deixava de perceber que sua vida dependia de outras pessoas.

Pra relembrar esta estória, podemos fazer esta pergunta para tua vida no momento:

Quem dobrou seu paraquedas hoje?

A Vida amigos é semelhante ao voo, precisa de preparo, de parceria e principalmente de reconhecimento.

Somos unidades de carbono com uma só meta nesta existência: Nos Tornar pessoas melhores, portanto, mãos-a-obra vamos dobrar o paraquedas do próximo?

Abraço aos bons.