28ª RT CONVOCA – O Coordenador da 28ª Região Tradicionalista, Rodrigo Bordignon, lançou uma convocação para uma assembleia eletiva a realizar-se no dia 26 de novembro, tendo como local o CTG Rodeio da Querência. As chapas podem ser inscritas junto à secretaria da 28ª RT. Podem votar os patrões dos CTGs que estão em dia com a tesouraria da RT e do MTG. A renovação das diretorias das Regiões Tradicionalistas é anual, o mesmo que acontece com o MTG.

PAINEL – Sábado passado, 07, aconteceu um Painel Cultural abordando temas referentes aos concursos de prendas e peões a serem realizados no ano que vem. O Painel aconteceu no CTG Rodeio da Querência, promovido pelo Departamento Cultural e Jovem da 28ª RT e contou com a presença de muitos jovens acompanhados pelos posteiros dos departamentos culturais dos CTGs. Já no domingo, o MTG promoveu um Painel de Danças Tradicionais, realizado durante todo o dia, de forma on-line, o qual contou com a participação de instrutores de danças de todo o estado. Ambos painéis foram de grande importância neste momento de interrupção das atividades, destacando-se a organização, clareza de informações e o esclarecimento das dúvidas A intenção é a organização prévia para a retomada das atividades no ano que vem.

ENART – Estamos no terceiro final de semana do mês de novembro. Em tempos normais, estaríamos neste momento participando do maior festival de artes tradicionalistas da América, o ENART, na cidade de Santa Cruz do Sul, suspenso, como todas as atividades presenciais dos CTGs. Em decorrência da suspenção do Enart, o MTG promoveu diversas ações tendo como tema a arte

FINANÇAS DO MTG – O Relatório de Transparência do MTG divulgou que neste ano foi arrecadado o montante de R$397 mil de anuidades das entidades tradicionalistas filiadas. Este valor será bem menor no próximo ano, devido às dificuldades financeiras de todas as entidades, o que deverá gerar ações de contenção de despesas do MTG ainda mais significativas.

RETORNO IMPREVISÍVEL – Com a não realização dos dois principais eventos anuais, para os quais todos os CTGs voltavam suas atenções e ações durante o ano, o Fegadan e o Enart, as entidades tradicionalistas estão vivendo um momento muito delicado, de desmotivação e abandono. Estamos acompanhando diversas ações dos CTGs em busca de reinvenção e arrecadação de fundos financeiros para manutenção mínima dos espaços físicos. Um exemplo é o CTG Rodeio da Querência que está vendendo uma rifa, para conseguir honrar com os seus compromissos básicos até o final do ano. Fica o convite a todos para colaborarem com esta ação de solidariedade ajudando uma entidade que tanta alegria trouxe em tempos idos, e que o fará certamente, quando a situação pandêmica se normalizar.

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFORMAL – Em uma live realizada recentemente pelo MTG, foi citada a experiência da cidade de Espumoso, que desenvolveu projetos com recursos provenientes do Poder Judiciário. “As entidades ensinam a dançar, as artes tradicionais, declamação, canto, gaita, violão, mas não tem a operacionalização de projetos, de busca de recursos, que venham a incrementar a renda. Então nós vemos muitas carências, muitas dificuldades dos patrões, das diretorias, em manter essa escola de educação informal que são os CTGs”, afirmou a Presidente do MTG, Gilda Galeazzi.