Imagina o que pode acontecer se os meus concorrentes souberem a forma como eu trabalho? " - O que eu quero contar aqui é que este tempo já passou. E eu já vivi estas preocupações absurdas! Do tipo: e se me copiar, se pegar todos os seus clientes, se isso e se aquilo...⁣

E o que a vida me ensinou é que realmente isso acontece. Ele (o concorrente - para usar um termo genérico) vai tentar ter seus clientes para ele. Ele vai assediar os seus clientes e dependendo dos valores dele ( dos valores que não possui) vai jogar baixo e raso, de forma a tentar macular a sua reputação. Só que a boa notícia é: ele nunca, eu disse NUNCA vai conseguir fazer do jeito que você faz. Vamos mudar esse raciocínio: ⁣

⁣Imagina que você expõe tudo o que você faz. O backstage, os projetos, um pouquinho dos futuros lançamentos, quem está no seu círculo, os seus diferenciais na entrega de um produto ou serviço. Imagina uma porção de futuros clientes ideais vendo isso através das suas mídias e da forma como você se comunica. Se coloca no lugar dele: você se compraria, vendo a excelência do que você faz em cada detalhe? ⁣

⁣A gente cria concorrentes na nossa cabeça. Para o mundo, estamos criando autoridade e nos tornando, sistemática e consistentemente, em referência nas nossas áreas. E isso não tem quem possa tirar da gente.

⁣Quando me dei conta disso, passei a focar mais energia no diferencial do meu trabalho.  Em melhorar os processos, implementar novas e rotineiras formas de superar o resultado que é apresentado agora. O foco é estar  melhor amanhã. Perdi o medo do ridículo e comecei a acreditar que esta atitude mental levaria à construção de uma jornada extraordinária. Tudo passou a fazer sentido e o meu propósito de vida começou a ser vivenciado com plenitude. Nos negócios passei a enxergar as falhas como pontos que podem ser melhorados. Que isso quer dizer que não dá para ficar parada. E que aquilo que está valendo hoje pode não fazer mais sentido amanhã. Minha maior ocupação está em dedicar atenção, tempo e energia naquilo que depende de mim. Aquilo que eu posso melhorar e capacitar a equipe que trabalha comigo desta confiança e crença que podemos, sim, ser melhores e entregarmos mais e melhor para nossas clientes. Eu saquei que isso não é uma corrida de cem metros e sim, uma maratona.

E você aí, me conta o seu diferencial e marca aqueles amigxs que podem perder esse medo e virar o resultado deste jogo a partir de agora?