“Quando deixamos de ficar obcecados por criar algo novo, temos mais chances de criar algo que vale a pena”.

Lee Clow

Olá pessoal, hoje vamos trocar ideias de efeito!

Agora que já entendemos quem é o público-alvo do nosso negócio, vamos trabalhar com os “termos de efeito”. Eu particularmente, gosto mais de tratar essa técnica como “ideias” de efeito, pois acredito que devemos ir além das palavras, como sugere o tema.

A técnica consiste em usar o apelo emocional para criar frases que perpassam a nossa razão, mas que de tão impactantes, são capazes de movimentar os nossos sentidos e nos levar a adesão da ideia que está por trás do enunciado. Mas Ander, isso tá meio filosófico e complicado! Calma, você vai entender que se trata apenas de jogar com a razão e a emoção.

Para que tenhamos uma compreensão simplificada da técnica, vamos usar um slogan criado em 1933 de exemplo: “O trabalho liberta”. Fazendo uma análise simples, podemos separar a expressão entre a razão e a emoção. A “razão” é representada pela palavra “trabalho” e é de consenso entre todos nós que trabalho faz parte do nosso cotidiano, que temos plena consciência do que quer dizer e do que devemos fazer ao escutá-la. Já a palavra “liberta”, representa a “emoção”, pois podemos apenas senti-la. A soma das duas palavras (razão + emoção), resulta em “crença”, pois é o resultado do “dever” como ser social, e de “direito” como um ser livre. E é o que queremos, que o nosso cliente creia em nós, no nosso produto ou serviço.

Aí você pergunta: Ander, onde usar essa técnica? Institucionalmente, caso não tenha um slogan ou perceba que ele não transmita claramente a comunicação do seu negócio, é um bom exemplo para começar. De uma forma promocional, a técnica pode ser usada para incentivar o uso de um produto ou serviço que você ofereça. Trabalhe a mensagem tanto da marca, quanto do produto, brincando com as palavras. Jogue, aposte, saia do quadrado.

Espero que tenham gostado e até a próxima!

Curiosidade

Fiz a escolha do slogan citado na coluna para que atentamos sobre a importância de nos posicionarmos no espaço e tempo. “O trabalho liberta” ou Arbeit macht frei (ˈaɐ̯baɪt ˈmaxt ˈfʁaɪ), foi extraída do título de um romance do filólogo alemão Lorenz Diefenbach, escrito em 1873, no qual apostadores e fraudadores encontram o caminho para a virtude por meio do trabalho. Infelizmente, a frase ficou conhecida por ter sido colocada nas entradas de vários campos de extermínio do regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial e transformada em um slogan. Uma dica é ficarmos atentos ao que está acontecendo na nossa região de abrangência, no tempo em que estamos vivendo, assim podemos encontrar as palavras de razão e de emoção que mais se adaptam ao nosso negócio. Mas lembre-se de fazer isso com responsabilidade, propaganda enganosa é crime.