Na semana passada, a coordenadora-adjunta da 20ª Coordenadoria Regional de Educação (20ª CRE), Quielen Albarello, esteve representando o órgão na cerimônia solene na Escola Cardeal Roncalli, em Frederico Westphalen. Na ocasião, obtiveram prêmios os alunos medalhistas na Olimpíada Nacional de Eficiência Energética (ONEE) que é um projeto-piloto organizado pelas concessionárias de energia COELBA, ENEL, RGE Sul e EDP, através do programa de eficiência energética regulado pela Agência Nacional De Energia Elétrica (ANEEL).

– O projeto tem por objetivo levar conhecimentos sobre o uso racional da energia elétrica, bem como criar toda uma geração de consumidores conscientes, que possam no presente e no futuro próximo serem os formadores de opinião e multiplicadores das boas práticas no uso da energia elétrica – destaca nota divulgada pela 20ª CRE. Participaram da solenidade alunos de escolas públicas e particulares do 8° e 9° anos do ensino fundamental.

Os premiados

Os alunos premiados na escola foram Jean Silva Ferrari e Giovana Martinez, do 9º ano. Além da medalha de ouro, Jean recebeu um notebook por ter sido destaque no Rio Grande do Sul, estando entre os quatro melhores do Estado.

A coordenadora-adjunta, em sua fala destacou a premiação conquistado pelos estudantes. "Me sinto muito orgulhosa de estar representando a equipe regional em uma solenidade em que todos os frutos em prol da educação, realizados por toda comunidade escolar e o governo, estão sendo colhidos em um momento de civismo", afirma. 

Já a orientadora dos alunos, a professora de ciências, Ieda Teresinha Barros Zanatta, declarou sua gratidão em ver o crescimento dos alunos ao participarem de olimpíadas, as quais buscam novos desafios que agregam ao conhecimento da sala de aula.

A olimpíada

A olimpíada consistiu em três momentos. No primeiro, os alunos estudaram três módulos disponibilizado no site da ONEE que abrangiam temas como energia e suas transformações, geração de energia e seus impactos e ações de eficiência energética, e em seguida realizaram as provas que consistiam em duas fases. A primeira fase tratava basicamente de jogos que tinham como objetivo gerenciar a produção de energia por algumas usinas elétricas que vão alimentar as necessidades de uma cidade. Já a segunda e última fase, foi composta de uma prova objetiva sobre o tema contendo 20 questões.

– A equipe da 20ª Coordenadoria Regional de Educação parabeniza o programa bem como seus órgãos componentes, a escola, a professora Ieda, e os alunos Jean e Giovanna e destaca que a sustentabilidade é uma necessidade humana para as gerações futuras – reforça a nota da 20ª CRE. 

*Com informações da 20ª CRE