Para se tornar um Faixa Preta, é necessário muito esforço, suor, dedicação e persistência. São esses fatores que candidatos a Faixa Preta 1º Dan precisarão ter para se preparar para o exame que irá ocorrer no final do ano. E quem está orientando as atividades é o professor Sérgio Martirena, da CTAC Artes Marciais de Frederico Westphalen. Sérgio é Faixa Preta 3º Dan e tentará a Graduação em Mestre. 

O Curso de Preparação para Faixa Preta começa oficialmente em junho, mas a equipe já começou os treinamentos para poder chegar preparada e representar bem a cidade de Frederico Westphalen. Conseguindo o 4º Dan, Sérgio poderá ministrar melhor seus alunos, uma vez que quando estes vão fazer exames de faixa, é preciso chamar um mestre para avaliá-los. Sendo mestre, essa função poderá ser feita por Martirena.

Os primeiros passos da preparação visam o condicionamento físico, pois além daqueles que irão fazer exame de faixa, há também alunos que competem e precisam estar bem preparados, por isso treinam em conjunto. “Isso é ótimo, porque dá um incentivo a mais para o grupo que vai fazer o exame, ao mesmo tempo em que ganham resistência para as lutas. O condicionamento na academia é feito, mas não posso dar aula só de luta, porque não envolve apenas isso. Tem também a parte de filosofia, a parte técnica de defesa pessoal, a graduação de faixa. A gente não treina o atleta para ser lutador, mas nós temos na equipe grandes lutadores, então eu tenho que dar um treino a mais, que na academia fica faltando, para esse pessoal ”, afirmou Martirena.

Sérgio tem na região em torno de 100 alunos, além daqueles do projeto social “Dê um chute nas drogas, pratique Taekwondo”, criado em 2007, e que agrega alunos carentes da região. 

A aluna Deisy Pedrosa, natural de FW, começou a treinar taekwondo em 2007 e agora irá tentar a Faixa Preta. “É um trabalho longo, que exige bastante, por isso a gente se prepara o ano inteiro. Quando chegar em dezembro, no curso de faixas, tudo aquilo que você aprendeu durante esses anos todos, é preciso chegar lá e apresentar para os mestres”, afirmou.

 

Você sabe como se forma um grande atleta?

Muita gente pensa que um atleta vitorioso se faz do dia para a noite, e não faz ideia do trabalho e esforço que há por trás de cada esporte. Nas Artes Marciais, como o Taekwondo, é preciso muita dedicação e anos de intensos treinamentos para chegar a um nível elevado.

Para relatar aos leigos no assunto como é o trabalho e a preparação de um Faixa Preta 3º Dan em Taekwondo até o seu último exame para a Graduação em Mestre, bem como transmitir conhecimento sobre a arte marcial coreana, seus benefícios para o corpo e mente, sua filosofia e história, o professor Sérgio Martirena criou o blog “Nasce um Mestre”. 

Em sua primeira postagem, Martirena relata como foi o primeiro dia de treinamento rumo ao exame, que começou com uma caminhada e depois uma corrida que durou cerca de uma hora. Todos estão convidados para dar uma corrida com a turma todas as sextas-feiras, às 19h20, no campo do Itapagé.

– A questão mais importante no nosso taekwondo é a filosofia da arte, que é a parte do bem-estar, da disciplina, do desenvolvimento físico e mental, é a atividade que deve ser levada para a vida toda. Sabemos das dificuldades de quem almeja o sonho olímpico. Agora, se da equipe alguém queira lutar, seguir em frente, certamente nós faremos de tudo para realizar o sonho desse atleta –, destacou Martirena.

Almir Felin