Com a chegada das temperaturas mais altas da primavera e, em breve, o verão, a busca pela saúde e estética faz com que as pessoas procurem as academias para compensar o sedentarismo do inverno. Jovens e adultos lotam as aulas de musculação e ginástica aeróbica para garantir condicionamento físico, corpo com baixa reserva de gordura, qualidade de vida e fazer novas amizades.

Segundo o gerente da unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc) em Frederico Westphalen, Cleberli Arruda, em outubro, a procura pelos serviços da academia do Sesc aumentou cerca de 30% em relação aos meses de inverno. “Devido aos valores acessíveis, a procura sempre foi intensa. Mas com a chegada do calor há um aumento de preenchimento de turmas. As matrículas aumentaram 20% nesse período”, acrescentou.

Mas não são apenas os mais jovens que procuram as academias. O programa Sesc Maturidade Ativa incentiva a interação social entre os idosos e proporciona atividades físicas direcionadas às necessidades das pessoas mais velhas. Em Frederico Westphalen são três turmas de ginástica exclusivas para o programa e alguns integrantes ainda fazem musculação em horários alternados ao longo da semana.

De acordo com o monitor da academia do Sesc, Éderson Tomiozzo, adultos e idosos com idades entre 55 e 85 anos frequentam a academia uma ou duas vezes por semana para praticar exercícios que promovem diversos benefícios físicos e psicológicos. “Os idosos estão inseridos em uma realidade sedentária. Para montar o treinamento, avaliamos fatores de saúde de cada idoso, como histórico de patologias, condições físicas e hábitos. Também é importante considerar que pessoas acima dos 65 anos têm mais dificuldade para se adequarem às mudanças e seguir dietas ou programas de atividades físicas”, explicou.

Tomiozzo ressaltou que o acompanhamento de um profissional da área é indispensável para as pessoas que iniciam qualquer tipo de treinamento. A caminhada, aparentemente simples, pode causar sérios problemas se não for orientada por uma pessoa qualificada. A postura, a intensidade e a forma como o exercício é feito precisa ser acompanhada.

Integrante do programa Maturidade Ativa, Noemi Roani, 66 anos, faz exercícios há mais de cinco anos e, desde então, dorme melhor e se sente mais disposta. “Faço porque gosto e sei que é importante. Me sinto com 20 anos e acho que todas as pessoas, independente da idade, deveriam fazer alguma atividade”, afirmou.

Noemi destacou, ainda, que as atividades favorecem as mulheres que entram no período da menopausa, diminuindo efeitos colaterais e podendo evitar o uso de alguns medicamentos.

Benefícios

A curto prazo

Melhora na qualidade e no tempo do sono; socialização; força; atividades do cotidiano se tornam mais fáceis.

A longo prazo

Melhora na coordenação motora; aumento de força muscular; menos suscetibilidade à depressão e ansiedade; diminuição da gordura corporal.

 

Natalia Nissen