Os associados do Hospital Divina Providência (HDP) elegeram, em assembleia, na noite desta terça-feira, 20, Ayres Rizzi, como novo presidente da entidade. O empresário ficará à frente da casa de saúde por dois anos e em seu discurso de posse salientou que vai se dedicar com empenho, honestidade e transparência para enfrentar os desafios.

- Eu não queria aceitar mas, agora, é importante contar com a colaboração de todos, meus amigos de diretoria, funcionários e médicos. Além da proteção divina, que é muito importante. Vamos nos dedicar com empenho, honestidade e transparência para enfrentar os desafios que virão, e sabemos que não serão poucos – salientou Rizzi.

O HDP hoje é referência somente em hemodiálise, mas conta com 55 médicos e 14 especialidades por isso, a nova direção pretende trabalhar na busca de recursos para suprir o déficit existente hoje e também para buscar novas referências e mais recursos. “Vamos começar conhecendo detalhadamente o hospital, cada setor. Depois, vamos buscar, em conversas com os médicos, sugestões e elaborar um levantamento minucioso para manter o que está dando certo e aprimorar o que está, elencando metas a curto, médio e longo prazo dentro do HDP. Também vamos buscar alternativas no setor público e privado. Fazer uma gestão sem partido político mas, buscando o apoio e o recurso político necessário, independente de sigla”, ponderou o novo presidente da casa de saúde.

Antes da eleição a gestão 2016/2018 apresentou o balanço das atividades que também foi apreciado pela assembleia. De acordo com os números divulgados, hoje, o Hospital tem uma dívida de R$ 7.568.978,32 e um déficit mensal de cerca de R$ 120 mil. “Esse valor não era muito diferente quando assumimos e já chegou a ser maior por causa dessa ação trabalhista, uma das maiores que o HDP já teve e que estamos pagando. Fico feliz em ver que pessoas aptas a ajudar a reduzir esse déficit fazem parte hoje da direção do Hospital”, ponderou o ex-presidente, Silvestre Vargas Filho.

Também durante a assembleia o membro do conselho e ex-vice-presidente do HDP, Rogério Vargas dos Santos apresentou um documento chamado “Cartilha do Diretor” que deve ser impresso e entregue aos novos membros da direção da entidade. “Pensamos que o empresariado possa ajudar, a exemplo do que já aconteceu em outros hospitais. Fiz essa cartilha para que eles não se sentissem tão perdidos como eu me senti quando cheguei no HDP, para que se sintam mais acolhidos por essa casa”, comentou Vargas ao apresentar um documento com informações básicas da casa de saúde.

Diretoria 2018/2020

Presidente: Ayres Rizzi

1º Vice-presidente: Marco Maciel

2º Vice-presidente: Edu Barros

1º Tesoureiro: Carlos Alberto Pinheiro

2º Tesoureiro: Jaime Vialli

Secretária Geral: Mirtes Terezinha Quadros

Secretário Adjunto: Rubens Haubert

Conselho Fiscal – Titulares: Rogério Vargas dos Santos, José LuisHaubert e Renato Augusto Felkl; - Suplentes: Édio Salton, Éio Luiz Duarte Pacheco e Milton Luiz da Rocha

Conselho de Administração – Titulares: José Alberto Panosso, Normando Bambini,  Marcelo Cerutti Audino, Maycon José Vaz e Alberto Marcos Manfrin; - Suplentes: Silvestre Vargas Filho, André Rivas Zagoury, Adalberto Romani, Leonir Fainello e Luiz André Damiani.