Um conflito envolvendo índios provocou tumulto no balneário Águas do Prado, na ERS-150 em Vicente Dutra, no início da noite de hoje, 20. Um grupo de índios caingangues teria invadido a área e ateado fogo no pórtico de entrada do local e em um escritório. 

Um guarda do balneário teria atirado contra os índios após um veículo ter sido danificado e os índios atacaram o homem com arma branca. O guarda foi levado ao Hospital Divina Providência (HDP) em Frederico Westphalen com ferimentos graves, mas não corre risco de morte.

O efetivo do 37º Batalhão de Polícia Militar (37º BPM), com sede em Frederico Westphalen, se deslocou para o município para controlar os ânimos dos envolvidos. Centenas de pessoas se aglomeraram em frente ao balneário que teve entrada bloqueada pelos índios.

Conforme a Brigada Militar (BM), a Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Polícia Federal foram acionadas para tomar as medidas cabíveis sobre o caso. A BM continuará no local para evitar transtornos. 

O Corpo de Bombeiros de Frederico Westphalen foi acionado para controlar as chamas do incêndio.

Confira outras informações sobre o ocorrido a qualquer momento no site do Folha e na próxima edição do jornal, na sexta-feira, 22.

Fotos: André B. Piovesan

Foto: Divulgação

Natalia Nissen