A Associação Casa Familiar Rural Santo Isidoro, juntamente com a Escola de Ensino Médio Casa Familiar Rural de Frederico Westphalen promoveu na tarde dessa sexta-feira, 23, uma solenidade de comemoração aos 20 anos de história da instituição de ensino. O momento de homenagens contou com a participação de diversas lideranças da região e também marcou o lançamento do livro que relata a história de duas décadas da Casa Familiar Rural.

A programação começou no início da semana com atividades envolvendo os alunos e familiares. Em função dos cuidados relacionados à prevenção da Covid-19, os momentos de confraternização foram divididos pelas turmas e seus respectivos anos de ensino. O encerramento das comemorações será no domingo, 25, data que faz referência ao Dia do Colono e Motorista e que também marca a fundação da Casa Familiar Rural.

Conforme destaca a diretora Elisandra Manfio Zonta, a instituição faz parte de uma organização a nível regional e até mesmo mundial, tendo em vista que as casas familiares rurais surgiram ainda na década de 1930, na França, a partir de uma necessidade dos agricultores. Com o sistema de Pedagogia da Alternância – comtemplada na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, inclusive com recursos do Fundeb – os jovens ficam por três anos em formação. A dinâmica constitui-se na permanência em internato na casa por uma semana – período em que são trabalhados temas geradores, abrangendo todas as áreas do conhecimento referente ao ensino médio, e a parte diversificada nas ciências agrárias, que desenvolve a qualificação em agricultura familiar, com a outra semana de tempo na comunidade.

Atualmente com 67 jovens divididos nas três turmas, a Casa Familiar Rural contabiliza mais de 300 jovens formados. A equipe é composta por 15 profissionais que, independente da sua qualificação, são todos considerados monitores no sentido de contribuir para a construção do conhecimento do jovem, dentro de cada área do conhecimento.

– A gente chega a esses 20 anos muito feliz, porque estamos cumprindo com a nossa missão de possibilitar á agricultura familiar da nossa região mais conhecimento, ressalta a diretora Elisandra Manfio Zonta.        

Outro elemento importante, segundo a diretora, é a participação das famílias, que se envolve na construção do projeto profissional de vida, no debate das atividades juntamente com o filho ou a filha, da sua realidade, pensando alternativas, metas a serem desenvolvidas na propriedade, juntamente com a formação integral e o desenvolvimento do meio.