A 23ª edição da Cavalgada da Paz foi marcada por homenagens a um de seus idealizadores, Gentil Santo Andreolla, que faleceu em setembro de 2018 e pela primeira vez não liderou os cavalarianos. O grupo chegou em Caiçara neste domingo, 10, pouco antes do almoço no CTG Sentinela da Coxilha.

Os mais de 20 participantes partiram do CTG Fronteira do Rio Grande, de Vicente Dutra às 7 horas da quinta-feira, 7 de fevereiro e durante os três dias de cavalgada passaram ainda pelo CTG Marca da Ferradura de Caiçara, CTG Frente Gaúcha do Distrito de Ipuaçu, também em Caiçara, túmulo do tenente Mario Portela, CTG Repontando o Gado de Pinheirinho do Vale, comunidade do Km 16 também em Pinheirinho do Vale, CTG Estância dos Carreteiros de Palmitinho, CTG Estância Alegre de Vista Alegre e CTG Rodeio da Querência de Frederico Westphalen.

Num gesto de solidariedade e agradecimento aos serviços prestados por seu Andreolla em prol do tradicionalismo gaúcho, os integrantes da cavalgada recolheram por onde passaram alimentos e material de higiene e limpeza, cerca de 40 quilos, que foram entregues neste domingo ao Hospital São Roque de Caiçara, outra entidade que o homenageado também auxiliava.

Quem foi Gentil Andreolla?

Por mais de 20 anos, Gentil Santo Andreolla foi patrão do CTG Sentinela da Coxilha, de Caiçara, e foi fundador de diversas entidades do município, inclusive do CTG. O tradicionalista ficou conhecido na região por sempre contribuir com a divulgação da cultura gaúcha, inclusive coordenando diversas cavalgadas.