Proprietário da obra: Carlos Cavalheiro

Projeto: Édison Augusto Dalmolin & Jardel Felipe Konzen 

Este edifício foi projetado para comportar um projeto inicial de duas salas comerciais grandes, no pavimento térreo, uma com 318 m² e outra com 162 m². As garagens estão localizadas no primeiro pavimento superior com acesso pela rua Guararapes, através de uma rampa de veículos. A partir do segundo pavimento superior serão executados quatro andares, com seis apartamentos residenciais em cada um, sendo o último pavimento com espaço para uma cobertura com três suítes, mais um segundo andar onde estão localizados o salão de festas e o terraço, totalizando uma área de 330m². Ao todo, este edifício apresenta uma área de 4.086 m².

Privilegiando os traços deste estilo buscou-se abrir novos horizontes para a construção civil local, mas sem esquecer da simplicidade e da funcionalidade da edificação.

Deste modo, visando o conforto acústico, foram elaborados espaços em seu interior visando pontos da arquitetura como a ventilação cruzada (horizontal e vertical), estudo de insolação e inclusão de espaços verdes distribuídos na edificação.

O objetivo é garantir a satisfação e o conforto de todos os futuros proprietários.

Imagem 1: Planta Baixa Humanizada 

Na fachada utilizou-se molduras e revestimentos que compõem o estilo modernista, mesclando com o rústico, fugindo do que é normalmente aplicado nos edifícios
locais. Desta forma, apresentado uma nova concepção de construção. O destaque principal desta fachada modernista está na composição global, com linhas horizontais
formadas pelas sacadas e suas molduras, destacando-se o ângulo de visão da esquina, unindo uma fachada a outra.

Imagem 2: Fachada em 3D

Na elaboração deste projeto procurou-se apresentar uma fachada com muitas aberturas, que possibilite aos proprietários maior conforto térmico e acústico, visando a ventilação cruzada, seja ela vertical ou horizontal. Adotando cores neutras em sua maior parte, diferenciando alguns pontos com peças préfabricadas no design amadeirado e revestimentos rústicos, de textura em cimento queimado.

Imagem 3: Noturno em 3D

Destacam-se também nas fachadas, as molduras em concreto, executadas in loco, na sua maioria molduras que contornam as aberturas e, ao mesmo tempo, as protegem das intempéries. Salientando as molduras que contornam os pavimentos residenciais, se transformando em pórticos que percorrem toda a fachada, criando uma ligação entre a perspectiva frontal com a lateral.

Imagem 4: 3D fachada fundos 

Edifício Cavalheiro Residencial estará localizado na Av. Luiz Milani, esquina com a rua Guararapes, no centro, em Frederico Westphalen. 

Colaborou: Valéria Mulinari, arquiteta e funcionária do Jornal Folha do Noroeste