Morreu às 23h30 desta quarta-feira, 13, em Garibaldi – município em que residia há mais de 10 anos –, o professor Domingos Chiodi, aos 78 anos. Conhecido da comunidade regional é considerado um verdadeiro ícone do setor educacional, tendo contribuído para o desenvolvimento da área na região.

Conforme informações obtidas junto a conhecidos, o professor, que já estava aposentado, enfrentava uma doença degenerativa de pulmão. Ele foi um dos fundadores da Fundação de Ensino Superior do Alto Uruguai (Fesau), integrando o grupo de lideranças que atuou para a instalação do primeiro curso de ensino superior em Frederico Westphalen, no ano de 1970. Presidiu o Instituto de Ensino Superior do Alto Uruguai (Iesau/Fesau) de 1980 a 1983; professor do curso de Letras da URI-FW, nas áreas de Letras, Linguística e Artes; professor na Escola Estadual Cardeal Roncalli; vice-diretor na Escola de Educação Básica da URI, entre outras funções.

O velório do professor ocorre em Garibaldi, seguido de missa. Após, o corpo deve ser transladado a Caxias do Sul, para cremação.