O psicopedagogo é um profissional habilitado e preparado para identificar, intervir, minimizar ou sanar as dificuldades ou os transtornos de aprendizagem.

Um momento e ano bem atípico este em que estamos vivendo com muitos desafios em decorrência da pandemia mundial de Covid-19, a qual ocasionou consequências dramáticas, inclusive, no processo de aprendizagem e de desenvolvimento humano. 

Com a pandemia, as crianças tiveram que ficar com suas famílias em casa e com eles o grande desafio das aulas remotas, junto aos questionamentos que foram surgindo quanto à aprendizagem: Como ensinar? O que ensinar? O que meu filho realmente está aprendendo? Quais as consequências das aulas remotas para seu desenvolvimento? Dentre tantos outros questionamentos. 

As aulas remotas são contribuições positivas para o aprender, contudo, nem sempre satisfatórias. E nestes momentos incertos e de muitos questionamentos, eis que a psicopedagogia clínica se apresenta com inúmeras contribuições para a aprendizagem. Em seus 40 anos de história, comemorados neste ano, no dia 12 deste mês, a psicopedagogia segue sua trajetória fazendo a diferença na vida das pessoas, buscando entender a maneira como o ser humano assimila e processa as informações e seus conhecimentos.

O psicopedagogo é um profissional habilitado e preparado para identificar, intervir, minimizar ou sanar as dificuldades ou os transtornos de aprendizagem.

É importante ficar atento ao desenvolvimento do seu filho e, caso ele estiver apresentando dificuldades de aprendizagem e estas estão se intensificando, é o momento de procurar orientação com um psicopedagogo. Principalmente, na etapa de alfabetização, no desempenho das habilidades de leitura, escrita, raciocínio lógico e funções executivas. Também com alterações neurológicas, síndromes genéticas, transtornos psiquiátricos ou outras patologias que interferem na aprendizagem.

Salienta-se que os principais transtornos do neurodesenvolvimento, tais como: Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade; Transtorno Específico de Aprendizagem (déficits na leitura, escrita e raciocínio lógico); Deficiência Intelectual e o Transtorno do Espectro Autista, requerem estratégias e intervenções específicas. Uma maneira muitas vezes diferenciada na rotina da família, no momento dos estudos, com recursos lúdicos e terapêuticos. Suporte este proporcionado pelo atendimento psicopedagógico clínico.

As contribuições da psicopedagogia são de extrema relevância para o desenvolvimento humano, desde o diagnóstico, as estimulações até a construção do conhecimento, da autoria de pensamento e do aprender com prazer.

Sobre o profissional

Emanuele Barretta é Pedagoga, Psicopedagoga, Mestre em Educação e Especialista em Transtornos de Aprendizagem e Autismo.